05:37 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Situação do mundo com COVID-19 em meados de junho (50)
    0 0 0
    Nos siga no

    O primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, foi interrogado hoje (12) por quase três horas sobre decisões do seu governo em relação ao surto do novo coronavírus no país.

    Procuradores responsáveis pelo caso querem entender o atraso no isolamento de duas cidades da província de Bergamo, Alzano e Nembro, que, segundo especialistas, favoreceu a propagação do vírus no norte do país.

    De acordo com a mídia europeia, Conte foi ouvido pela procuradora-chefe Maria Cristina Rota em seu escritório, no Palácio Chigi, em Roma. Além dele, Rota e seus assessores devem interrogar também os ministros da Saúde e do Interior. 

    ​O primeiro caso de infecção local pela COVID-19 na Itália foi registrado na província de Lodi, na região da Lombardia, em 21 de fevereiro. Várias cidades foram fechadas imediatamente. Alzano e Nembro, que registraram seus primeiros casos no dia 23 do mesmo mês, só aderiram à quarentena no dia 7 de março, quando toda a Lombardia foi isolada.

    O Centro de Recursos de Coronavírus da Universidade Johns Hopkins indica que a Itália soma 236.142 casos de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus, com 34.167 mortes.

    Tema:
    Situação do mundo com COVID-19 em meados de junho (50)

    Mais:

    Cientistas detectam 6 subtipos do novo coronavírus que já se espalharam pelo mundo
    Virologista italiano avisa que coronavírus está enfraquecendo
    Sem casos de coronavírus, comuna italiana lança programa para venda de casas a 1 euro
    Tags:
    Roma, quarentena, isolamento, COVID-19, Europa, Lombardia, novo coronavírus, pandemia, surto, Giuseppe Conte, Itália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar