01:23 12 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Mundo enfrentando pandemia no fim de maio (69)
    152
    Nos siga no

    As autoridades francesas anunciaram nesta quarta-feira (27) a suspensão do uso da hidroxicloroquina no tratamento de pacientes com COVID-19, informa a AFP.

    A decisão ocorreu depois que dois órgãos consultivos franceses e a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertaram nesta semana que o medicamento - um tratamento para a artrite reumatóide e lúpus - mostrou ser potencialmente perigoso em vários estudos.

    ​França suspende uso de hidroxicloroquina em casos de COVID-19, diz governo

    A urgência da pandemia levou alguns médicos a prescrever o medicamento, apesar da falta de estudos que demonstrassem sua eficácia contra o novo coronavírus.

    A hidroxicloroquina é normalmente usada para tratar doenças autoimunes, enquanto a cloroquina é geralmente usada contra a malária.

    A medida coincide com a decisão da OMS, do dia 25 de maio, de suspender temporariamente os testes clínicos do medicamento para revisar a segurança do tratamento, enquanto estudos recentes sugerem que o medicamento aumenta o risco de morte para os infectados pelo coronavírus, comunicou a agência de notícias.

    A decisão foi tomada no âmbito do projeto Solidariedade, iniciativa internacional da OMS que busca tratamentos para a COVID-19.

    Além da França, hospitais na Suécia também interromperam o uso da cloroquina em pacientes infectados com o coronavírus, em consequência de relatos de graves efeitos colaterais - como arritmias cardíacas e perda de visão periférica, segundo o site da UOL.

    Farmacêutico mostra pílulas de hidroxicloroquina usadas para tratar paciente com COVID-19 em hospital em Liege, na Bélgica
    © REUTERS / Yves Herman
    Farmacêutico mostra pílulas de hidroxicloroquina usadas para tratar paciente com COVID-19 em hospital em Liege, na Bélgica

    Apesar da recomendação, o Ministério da Saúde do Brasil declarou que não vai mudar sua recomendação para tratar o novo coronavírus com hidroxicloroquina. A diretriz do ministério recomendou que os médicos do sistema público de saúde prescrevam a cloroquina ou hidroxicloroquina desde o início dos sintomas do COVID-19.

    Tema:
    Mundo enfrentando pandemia no fim de maio (69)

    Mais:

    Brasil ignora OMS e mantém indicação da hidroxicloroquina para a COVID-19
    OMS interrompe testes com cloroquina por motivos de segurança
    Maior estudo já feito sobre cloroquina não encontra benefício no combate à COVID-19
    Tags:
    OMS, novo coronavírus, pandemia, COVID-19, França, medicamento
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar