13:22 07 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Mundo enfrentando pandemia no fim de maio (69)
    0 12
    Nos siga no

    O primeiro-ministro Boris Johnson disse hoje (25) que o Reino Unido poderá reabrir todos os serviços não essenciais em 15 de junho, se o novo coronavírus permanecer contido até lá.

    "Em 15 de junho, pretendemos permitir que todo o varejo não essencial, que vai de lojas de departamento a pequenas lojas independentes, reabra", disse o premiê britânico em conversa com repórteres, citado pela AFP e explicando que isso "dependerá do progresso" da luta contra a COVID-19.

    Com quase 37 mil mortos, o Reino Unido é o país com maior número de casos fatais da doença na Europa e um dos mais afetados pela pandemia em todo o mundo. Mas a situação vem melhorando significativamente nos últimos dias, o que levou o governo à decisão de reabrir parte do comércio e das escolas já no início da próxima semana. 

    ​"Devido ao progresso que estamos fazendo, posso, com confiança, alertar o povo britânico sobre as mudanças que pretendemos introduzir à medida que avançamos para o segundo passo", disse Johnson, segundo a Agence France-Presse.

    Tema:
    Mundo enfrentando pandemia no fim de maio (69)

    Mais:

    Europa deveria se precaver de 2ª onda da COVID-19 em vez de celebrar melhorias, diz diretor da OMS
    União Europeia: Alemanha e França defendem doações de US$ 500 bilhões para retomada econômica
    Itália registra 119 óbitos por COVID-19, mantendo tendência de queda de casos fatais
    Tags:
    Boris Johnson, Grã-Bretanha, Inglaterra, pandemia, surto, doença, COVID-19, novo coronavírus, Europa, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar