07:02 05 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Avanço da pandemia de COVID-19 em meados de maio (112)
    0 21
    Nos siga no

    A Islândia, que conteve o novo coronavírus e realizou mais testes per capita do que qualquer outro país, disse nesta terça-feira (12) que planeja oferecer aos viajantes que chegam um teste de COVID-19 para evitar uma quarentena de 14 dias.

    A vasta ilha do Atlântico Norte confirmou 1.801 casos da doença e 10 mortes. Apenas três casos foram confirmados em maio.

    O governo anunciou que irá testar viajantes que pousarem no aeroporto de Keflavik, o único aeroporto internacional do país. Os custos serão pagos pelo governo e a medida deve entrar em funcionamento, no máximo, até o dia 15 de junho. 

    Os detalhes ainda estão sendo acertados, mas os viajantes podem ser cobrados mais tarde pelos testes, informa a agência de notícias AFP. 

    De acordo com o plano, depois que o viajante enviar sua amostra de teste, ele poderá continuar em um hotel ou em casa. Se o resultado do teste disponível no final do dia for positivo, a pessoa deverá ficar em quarentena por pelo menos 14 dias.

    Os viajantes que fornecerem um documento médico comprovando que estão livres da infecção por coronavírus não precisarão fazer um teste.

    A Islândia já realizou testes em 54.791 pessoas até agora, ou mais de 15% de sua população de 364.000 habitantes.

    Os viajantes também deverão baixar e usar um aplicativo oficial de rastreamento já em uso por 40% da população da Islândia, disse o governo.

    As fronteiras da Islândia permaneceram abertas a outros países do Acordo de Schengen durante toda a pandemia.

    Todavia, medidas de quarentena para todas as chegadas internacionais estão em vigor na Islândia desde 24 de abril, e todos os cidadãos da Islândia e todos os residentes que chegam de áreas de alto risco precisam ficar em quarentena por duas semanas desde o final de janeiro.

    O governo disse que, se os testes no aeroporto tiverem sucesso, irá considerar acordos semelhantes em seus outros pontos de entrada na fronteira. A Islândia possui rotas de balsa que conectam o país à Dinamarca e às Ilhas Faroe.

    Tema:
    Avanço da pandemia de COVID-19 em meados de maio (112)

    Mais:

    'Super-humanos': bióloga explica quem desenvolve imunidade ao coronavírus
    Crianças apresentam misteriosos sintomas atípicos do coronavírus nos EUA
    Porta-voz de Putin é hospitalizado com coronavírus
    Afetado por coronavírus, setor de serviços no Brasil tem pior resultado desde 2011
    Estudo explicaria razão por que coronavírus afeta mais homens que mulheres
    Tags:
    COVID-19, teste, pandemia, Islândia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar