11:37 27 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Pandemia da COVID-19 e o mundo no início de maio (100)
    0 130
    Nos siga no

    O ministro da Defesa da Sérvia, Aleksandar Vulin, agradeceu aos especialistas da Rússia sua ajuda no combate contra o novo coronavírus, informou o Ministério da Defesa russo.

    Neste dia 9 de maio, no memorial dos Libertadores de Belgrado, as autoridades da Sérvia condecoraram com diplomas e medalhas os especialistas médicos e militares do Ministério da Defesa da Rússia que, desde o dia 3 de abril, estiveram ajudando na luta contra a COVID-19 no país.

    "Quando chegaram ao aeródromo, entendemos como os nossos antepassados se sentiam há sete décadas. Sabíamos que não estávamos sozinhos. Que o auxílio era rápido, seguro e exaustivo. Tanto naquela época como agora, sabíamos que íamos ganhar. Quero agradecer-lhes por sua perseverança e trabalho", disse Vulin citado em comunicado pela autoridade militar russa.

    Até agora, na Sérvia foram detectados 9.943 casos de coronavírus, houve 209 mortes e 2.453 pessoas se recuperaram.

    No início de abril, a Rússia enviou para a Sérvia 11 aviões com médicos, enfermeiros, especialistas militares em defesa biológica e materiais necessários para fazer frente à pandemia do novo coronavírus.

    A nível global, foram detectados mais de 3,97 milhões de casos de infecção pelo vírus causador de COVID-19, incluindo mais de 275 mil mortes e mais de 1,3 milhão de pacientes recuperados, de acordo com a Universidade Johns Hopkins.

    Tema:
    Pandemia da COVID-19 e o mundo no início de maio (100)

    Mais:

    Coronavírus estaria se transformando em estirpes mais perigosas? Estudo esclarece
    OMS lançará aplicativo para avaliar se usuário está infectado com coronavírus
    Aviões russos com especialistas e equipamentos contra COVID-19 partem para Sérvia (FOTOS, VÍDEO)
    Tags:
    Ministério da Defesa da Rússia, COVID-19, novo coronavírus, assistência humanitária, Rússia, Sérvia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar