05:14 14 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    141
    Nos siga no

    Os membros da União Europeia necessitam de dez vezes mais equipamentos de proteção e dispositivos médicos, como ventiladores, do que as redes de abastecimento podem prover, revela um documento interno europeu.

    As 27 nações do bloco têm enfrentado dificuldades para adquirir itens fundamentais, como máscaras, ventiladores para pacientes em estado urgente e outros, desde que a pandemia se espalhou no velho continente.

    Porém, apesar dos esforços comuns, "a disponibilidade de oferta de equipamentos de proteção pessoal e outros dispositivos médicos, em particular ventiladores, na Europa continuam preocupante", afirma a Comissão Europeia em um documento interno publicado nesta quarta-feira (25), revela a agência Reuters.

    "As estimativas de comissão interna demonstram que a rede 'tradicional' de oferta será somente o suficiente para servir 10% da demanda", conclui a comissão, evidenciando a importância de adquirir tais itens para o combate ao novo coronavírus.

    A falta de equipamentos médicos apropriados expõe médicos a grandes riscos de contágio, o que coloca em perigo seus pacientes.

    A Comissão Europeia considera que a maioria dos países da UE tenha um estoque limitado e baixa capacidade de aumentar a produção de material médico.

    Mais:

    Moscou constrói hospital para combater coronavírus em tempo recorde
    Rússia está disposta a auxiliar EUA no combate ao coronavírus
    Coronavírus estimula venda de armas nos EUA
    Tags:
    Comissão Europeia, pandemia, Europa, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar