11:31 31 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Por
    Brasil enfrenta COVID-19 (101)
    0 152
    Nos siga no

    Em meio a um cenário de incertezas sobre o futuro, golpistas tentam se aproveitar de turistas brasileiros que tiveram os voos de retorno cancelados e estão retidos em Portugal.

    A abordagem é pelas redes sociais. Um perfil falso no Instagram, que utiliza o nome da companhia aérea LATAM, oferece atendimento a quem deixou comentários em posts oficiais da empresa pedindo ajuda para solucionar problemas com os voos.

    "Eu estava tentando trocar uma passagem, ou pedir um reembolso. Deixei alguns comentários no perfil da LATAM falando isso, que não conseguia contato com eles. Esse perfil me chamou pelo direct, na hora nem reparei que era um perfil diferente, a pessoa fica com a cabeça a mil, dizendo para eu relatar meu caso que eles iam me ajudar", conta à Sputnik Brasil a publicitária Sidneia dos Santos.

    Mensagens enviadas pelo perfil falso, que se passa por um canal de atendimento da LATAM
    © Foto / Reprodução Instagram / Sidneia dos Santos
    Mensagens enviadas pelo perfil falso, que se passa por um canal de atendimento da LATAM

    Sidneia respondeu com todas as informações solicitadas pelo golpista. Em seguida, a mensagem dizia que a confirmação dos dados enviados seria feita através de um código. Neste momento, a publicitária diz ter percebido que se tratava de um golpe, já que o código que recebeu no celular foi um pedido de registro para o WhatsApp. "Acredito que com isso eles iriam fazer contato com minha lista, pedir dinheiro, se passar por mim", diz.

    A publicitária conta que ainda continuou a conversa pelas mensagens no Instagram, enviando códigos errados, até que decidiu encerrar a situação, confrontando o golpista. A audácia na resposta mostra que há vítimas frequentes: "já comprei minha casa com isso", escreve o criminoso.

    No perfil oficial da LATAM no Instagram há vários comentários de usuários que também foram abordados e alertas sobre o golpe. "Um perfil extra oficial também me adicionou. Cheguei a aceitar, crendo que se tratava da companhia tentando mandar mensagem por direct. Todavia, ao me dar conta da pouca quantidade de seguidores, excluí a conta da minha lista de seguidores", conta à Sputnik Brasil o servidor público Marcos Bezerra.

    Marcos e a mãe estão retidos em Lisboa, sem saber como vão conseguir retornar para o Brasil. Os dois compraram passagens pela LATAM para um voo que deveria ter saído de Lisboa para Guarulhos na manhã desta segunda-feira (23). A compra foi uma emergência depois que o voo de retorno inicial, pela TAP, foi cancelado. "Quando venderam, sabiam que não iam operar. Compramos essa passagem no dia 19 de março, crendo que conseguiríamos viajar o mais rápido possível para o Brasil, o que não ocorreu. Friso que nós sequer moramos em São Paulo, mas queríamos uma alternativa para regressar ao Brasil, claramente frustrada", conta o servidor, que é de Natal, Rio Grande do Norte.

    Mensagens enviadas pelo perfil falso, que se passa por um canal de atendimento da LATAM
    © Foto / Reprodução Instagram / Sidneia dos Santos
    Golpista que se passa pela LATAM no Instagram afirma ter "comprado casa" graças às vítimas

    Vulneráveis

    Tanto pelas redes sociais quanto em grupos de brasileiros no WhatsApp acompanhados pela Sputnik Brasil, são inúmeros os relatos de passageiros com problemas para retornar ao país que consideram estar expostos aos golpes. "É uma situação que somente demonstra o quão vulnerável os cidadãos ficam nesse desencontro de informações, desespero, angustiados em relação à solução", diz à Sputnik Brasil o advogado Filipe Lopes.

    Também retido em Lisboa, Filipe deveria ter embarcado com a LATAM na manhã desta terça-feira (24), com destino a Salvador, mas o voo foi cancelado. "A empresa disponibiliza uma informação que não corresponde com a verdade. Não consigo fazer qualquer alteração no site. Por fim, eles informam que qualquer alteração deve ser feita pelo telefone, mas como estou em Portugal não consigo realizar a ligação", conta o advogado.

    A Sputnik Brasil entrou em contato com a LATAM. Em nota, a empresa diz que "não está medindo esforços para oferecer flexibilidade aos passageiros diretamente impactados por esta crise sem precedentes. Todas suas campanhas e comunicações são divulgadas exclusivamente nos seus canais oficiais, como o site latam.com e os perfis oficiais da companhia nas redes sociais".

    Comentários no perfil oficial da LATAM alertam para o golpe
    © Foto / Reprodução Instagram
    Comentários no perfil oficial da LATAM alertam para o golpe

    Sobre os problemas mencionados pelos passageiros, a nota diz que "neste momento, a companhia continua operando seus voos na rota Guarulhos-Lisboa-Guarulhos de forma reduzida. Conforme anunciado em 16 de março, o Grupo LATAM Airlines reduziu 90% de todas as suas operações internacionais no mundo. A LATAM flexibilizou as suas regras para alterações de passagens tanto para voos cancelados quanto para demais voos ainda programados pela companhia".

    A empresa diz que todas as informações relacionadas à pandemia, além das regras para alterações de voos, estão disponíveis em uma página do site dedicada à situação do coronavírus. Mesmo com as queixas dos passageiros sobre o mau funcionamento do atendimento, a orientação da companhia é de que as alterações sejam feitas diretamente pela seção "minhas viagens" no site e pelo telefone da central de atendimento. "Por fim, a LATAM ainda esclarece que passageiros com bilhetes adquiridos em agências de viagem devem procurar as mesmas para consultar as condições de alteração".

    Retorno ao Brasil

    De acordo com a Embaixada do Brasil em Lisboa, 300 brasileiros saíram de Lisboa para Guarulhos, na noite desta segunda, em um voo da TAP contratado pela agência CVC para atender clientes que estavam retidos. Ainda segundo a Embaixada, haverá um segundo voo na tarde desta terça-feira com destino a Recife.

    Fila no aeroporto de Lisboa para embarque em voo fretado pela agência turística CVC com destino a Recife
    Arquivo pessoal / Thiago Rossini
    Fila no aeroporto de Lisboa para embarque em voo fretado pela agência turística CVC com destino a Recife

    No aeroporto de Lisboa, os nomes de quem vai embarcar são conferidos em uma lista e chamados por ordem alfabética. Mesmo quem não é cliente da agência aguarda em fila no local, na esperança de conseguir retornar. "Eu e minhas amigas chegamos no aeroporto para o voo da LATAM de 6h35, sem saber que estava cancelado, não recebemos email nenhum, nem SMS, nada. Umas 11h abriram o guichê e fomos perguntar o que poderíamos fazer. Falaram que absolutamente nada e que tínhamos que ligar, deram o número do Brasil. Por telefone, a LATAM disse que tinha que ser presencialmente no aeroporto. Fica um jogando para o outro. Agora estamos aqui, na fila da CVC, tentando ver como funciona, se vamos conseguir voltar", conta a estudante Carmen Benetti dos Santos.

    A longa fila toma conta de boa parte da área externa do aeroporto. De acordo com outros brasileiros que aguardam no local, depois que entrarem todos os clientes da CVC as vagas restantes vão ser liberadas para passageiros que estejam na fila, com bilhetes de qualquer companhia com destino ao Brasil.

    Tema:
    Brasil enfrenta COVID-19 (101)

    Mais:

    Confirmados mais 2 casos de coronavírus em Portugal e 1° na Argentina
    Fiel da balança do PIB brasileiro, setor de serviços pode sofrer com coronavírus, diz analista
    OMS afirma que os EUA podem se tornar epicentro da pandemia do coronavírus
    Caindo fora: com medo de coronavírus, piloto sai de avião pela janela da cabine (VÍDEO)
    Tags:
    COVID-19, pandemia, Instagram, golpe, brasileiros, Portugal, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar