00:52 03 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    272
    Nos siga no

    O primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, assinou um decreto que introduz restrições rigorosas à entrada e saída, bem como a deslocações no interior da região da Lombardia e de mais 14 províncias.

    Segundo informou o site do governo italiano, trata-se das províncias situadas nos territórios de Emília-Romanha, Marcas, Piemonte, Vêneto, o que representa a maior parte do Norte do país.

    Um dos pontos turísticos mais importantes, Veneza, e a capital econômica do país, Milão, também são alvo de restrições em meio à propagação de coronavírus.

    A saída e a entrada nestas regiões, limitadas até 3 de abril, serão possíveis só em casos excepcionais, por exemplo devido a motivos clínicos.

    As restrições abrangem instituições sociais e culturais. Museus, galerias e outros locais de eventos populares serão fechados.

    Até 7 de março, há 5.061 casos de infecção pelo novo coronavírus no país; 233 pessoas morreram, 589 recuperaram.

    Mais:

    Espanha registra 10 mortes por coronavírus
    Número de casos de coronavírus no Brasil sobe para 19
    Nova York declara estado de emergência por causa do coronavírus
    Tags:
    Veneza, novo coronavírus, Itália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar