15:48 01 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    151
    Nos siga no

    O governo da Espanha e líderes do movimento separatista da Catalunha iniciaram um diálogo para resolver a crise provocada pelo movimento independentista da região. 

    O chefe de governo espanhol, Pedro Sánchez, e o líder regional catalão Quim Torra encontraram-se nesta quarta-feira (26) para uma primeira rodada de conversas. 

    Ficou acertado que eles irão se reunir mensalmente, tanto em Madri como em Barcelona, sede do governo regional da Catalunha. 

    Torra, mais uma vez, pediu que seja permitida a realização de um referendo de independência da Catalunha. Ele exigiu a libertação de nove líderes separatistas presos devido à participação na campanha independentista de 2017. 

    'Discrepâncias entre os dois lados'

    "Tivemos um debate honesto e franco, um debate aberto que deixou claro as discrepância entre os dois lados", afirmou Torra após o encontro, segundo publicado pela agência AP. 

    Sánchez, por sua vez, afirmou em ocasiões anteriores que o governo espanhol não vai permitir um referendo, mas que está disposto a melhorar as relações com a Catalunha. 

    Em janeiro, ele concordou em abrir o diálogo para conseguir votos de parlamentares separatistas no Congresso nacional, necessários para que Sánchez pudesse formar uma coalizão de governo. 

    Segundo pesquisas, a questão divide a opinião dos catalães, com 50% a favor da separação e 50% contra. 

    Mais:

    Estaria Espanha de fora da parceria com Alemanha e França para novo caça trinacional? (FOTO)
    Resort com mil turistas é isolado após teste positivo para coronavírus na Espanha (VÍDEO)
    Mais países europeus confirmam primeiros casos de coronavírus
    Barcelona: 350 mil pessoas protestam contra prisão dos líderes pela independência
    Tags:
    independência, referendo, governo, separatismo, Barcelona, Madri, Catalunha, Espanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar