14:51 14 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 21
    Nos siga no

    O número de pedidos de asilo nos países da União Europeia cresceu 13% em 2019 em comparação a 2018, de acordo com um relatório do Gabinete Europeu de Apoio ao Asilo (EASO, no acrônimo em inglês).

    "Mais de 714.000 inscrições foram enviadas à UE em 2019, 13% a mais do que em 2018", diz o documento, ao qual a Sputnik teve acesso.

    Essa é a primeira vez, desde 2015, que há um aumento nas solicitações de asilo no bloco europeu de um ano para o outro.

    Segundo as autoridades europeias, tal crescimento, em grande medida, se deve a solicitações feitas principalmente por cidadãos de Estados que possuem o direito de entrar em países do espaço Schengen sem visto, e não à imigração ilegal. Ainda assim, os líderes em pedidos de asilo foram cidadãos de países de fora da Europa: Síria, Afeganistão e Venezuela. 

    ​Uma resposta positiva a essas solicitações foi dada em 33% dos casos. A porcentagem mais alta corresponde a solicitantes de países como Síria, Iêmen e Eritreia, enquanto os que tiveram mais pedidos negados foram imigrantes provenientes dos Bálcãs Ocidentais e da América Latina.

    Mais:

    Human Rights Watch critica UE por "intolerável passividade" diante da imigração
    Imigração divide líderes da UE em reunião
    Pedidos de asilo na UE aumentam 85% no segundo trimestre
    Tags:
    Schengen, Europa, América Latina, Síria, Bálcãs, União Europeia, asilo, emigração, imigração, migração
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar