09:11 21 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    044
    Nos siga no

    O norte da Itália se aproxima de um estágio de histeria coletiva, com famílias começando a estocar alimentos. Em meio a esse cenário, prateleiras e ruas se esvaziam.

    Nesta segunda segunda-feira (24), foi anunciada a sétima morte pelo coronavírus na região italiana de Lombardia. Enquanto isso, as prateleiras dos supermercados foram esvaziadas devido ao pânico e visível ansiedade popular, como demonstra o seguinte vídeo de uma luta entre clientes:

    ​As pessoas estão perdendo a cabeça

    Ao menos 11 cidades, 10 delas na região da Lombardia e uma em Vêneto, estão em confinamento, afetando a vida de 50 mil pessoas, que viverão em quarentena por 15 dias. Outro vídeo revela o cenário sombrio de pequenas cidades, que tiveram festivais cancelados e a vida cotidiana interrompida.

    ​Em 24 de fevereiro às 22h15 em Milão só com o toque de recolher de Moratti-De Corato

    Aproximadamente 229 casos de infecções foram confirmados na Itália, o terceiro maior número no mundo, atrás da China e Coreia do Sul.

    Nesta terça-feira (25), autoridades italianas têm uma reunião com os ministros da Saúde da Áustria, Croácia, França, Alemanha, Eslovênia e Suíça para discutir a propagação, assim como as próximas medidas a serem implementadas.

    Mais:

    Mortes por novo coronavírus na China continental chegam a 2.663
    Itália confirma 66 casos de coronavírus, com 62 registrados nos últimos 2 dias
    Trump vai pedir US$ 1 bilhão ao Congresso dos EUA para tratar do coronavírus, diz jornal
    Tags:
    Itália, histeria, quarentena, Lombardia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar