14:44 14 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    1101
    Nos siga no

    Arqueólogos trabalhando na catedral medieval de Saint-Bavo fizeram uma descoberta macabra – paredes construídas inteiramente com ossos humanos.

    A catedral de Saint-Bavo é o ex-libris da cidade universitária flamenga de Gante, no noroeste do reino da Bélgica, sendo dona do famoso retábulo da Adoração do Cordeiro Sagrado de Jan van Eyck.

    Durante trabalhos de restauração do templo religioso, arqueólogos se depararam com paredes soterradas feitas com ossos humanos, sobretudo fêmures, tíbias e perônios.

    "Este achado é único na Bélgica", afirmou um porta-voz da equipe arqueológica Ruben Willaert ao jornal The Brussels Times.

    As paredes são feitas principalmente da coxa e dos ossos da canela de adultos e, entre elas, o espaço está preenchido com caveiras.

    Por cima das paredes, foram descobertos esqueletos humanos completos, o que indicia que este nível foi usado como cemitério.

    Os arqueólogos rejeitam, contudo, transformar a descoberta em atração turística, vindo a retirar os ossos do local.

    Segundo o porta-voz, os ossos poderão datar da segunda metade do século XV, mas "de momento, avançaremos com os XVII e XVIII, pois há muita pesquisa por fazer", adiantou o arqueólogo.

    Mas por que essas paredes foram construídas?

    Especialistas sugerem que possam ter sido construídas em uma época em que parte de um cemitério estaria sendo limpa, sendo os ossos provavelmente oriundos de sepulturas que estavam sendo removidas para libertar espaço para novas.

    "Ao limpar um cemitério, os esqueletos não podem simplesmente ser jogados fora", explicou Janiek De Gryse, líder da equipe de arqueólogos, "dado os fiéis acreditarem na ressurreição do corpo".

    "Por isso as casas de pedra, às vezes, eram construídas contra as paredes dos cemitérios da cidade, onde se abrigavam os crânios e os ossos longos no que era chamado de ossuário", concluiu.

    Mais:

    Pescadores têm encontro inesperado com tubarão-baleia ao largo da Bélgica (VÍDEO)
    Ceia de Natal? Lobo mata canguru na Bélgica (FOTOS)
    Região da Bélgica diz ser 'totalmente' contra acordo entre União Europeia e Mercosul
    Tags:
    restos mortais, sepulturas, sítio arqueológico, arqueologia, arqueólogos, Flandres, Bélgica
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar