23:00 05 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    14437
    Nos siga no

    Mike Pompeo, secretário de Estado americano, anunciou que seu governo injetará US$ 1 bilhão em projetos de fornecimento de energia em países europeus para fazer frente ao uso da energia russa.

    Durante a Conferência de Segurança de Munique, Alemanha, a decorrer entre 14 e 16 deste mês, Mike Pompeo declarou:

    "Em sinal de apoio à soberania, prosperidade e independência energética de nossos amigos europeus, os EUA têm a intenção de acordar até US$ 1 bilhão [cerca de R$ 4,3 bilhões] para financiamento aos países da Europa Central e Oriental".

    Entre a lista de países que serão beneficiados figuram os Estados "membros da Iniciativa dos Três Mares", que inclui países do litoral dos mares Báltico, Adriático e Negro, conforme publicou o portal Infobae, citando o secretário de Estado americano.

    O espaço compreendido entre tais mares inclui países desde a Estônia e Polônia no norte, a Croácia no sul, e Romênia e Bulgária a leste.

    A estratégia visa reforçar a cooperação com países próximos a Washington e conter a dependência de tais países dos recursos energéticos russos.

    'Incentivando a soberania'

    Recentemente, a autoridade americana visitou a Bielorrússia e estimulou o país a substituir suas importações de petróleo russo pelo petróleo americano.

    Durante a visita, Pompeo disse que os "EUA querem ajudar a Bielorrússia a criar seu próprio Estado soberano", oferecendo petróleo a "preços competitivos".

    Mais:

    Nevada trava luta com Departamento de Energia dos EUA contra 'contrabando' de plutônio
    Economia de bilhões: cientistas descobrem como não dissipar energia em linhas de transmissão
    EUA pretendem enviar energia solar do espaço para Terra
    Tags:
    petróleo, investimento, Europa Oriental, Rússia, EUA, energia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar