04:17 29 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 50
    Nos siga no

    Com a prolongada saga do Brexit chegando ao fim nesta semana, o ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas, fez um aviso não muito velado ao Reino Unido, dizendo que ainda deve cumprir as regras da União Europeia (UE) se quiser ter acesso total ao mercado único do bloco.

    Embora aplaudindo o fato de que a decisão britânica de se separar da UE esteja finalmente obtendo uma implementação ordenada, Maas declarou que seu país espera que o relacionamento com o Reino Unido "seja o mais próximo possível, mesmo após o Brexit".

    O ministro alemão abordou questões políticas e de segurança nas quais os dois lados podem se beneficiar de uma cooperação estreita, mas também mencionou a coisa mais controversa: a economia.

    "Deixe-me dizer abertamente: Sim, todos nós queremos tarifas zero e barreiras comerciais, mas isso também significa dumping zero e concorrência desleal zero", escreveu ele em um artigo de "adeus" publicado no jornal alemão Die Zeit.

    "Sem padrões semelhantes para proteger nossos trabalhadores, nossos consumidores e o meio ambiente, não pode haver acesso total ao maior mercado único do mundo", acrescentou.

    © Sputnik / Justin Griffiths-William
    Manifestante expressa apoio ao Brexit nas ruas de Londres.

    Durante a campanha do Brexit, o grande apelo emocional dos eleitores do Sair foi "retomar o controle" de Bruxelas. Aparentemente, Maas é bastante cético em relação a quanto controle os britânicos podem realmente obter sem perder os benefícios do livre comércio com a UE.

    E isso, ressaltou ele, não é uma tentativa de punir o Reino Unido por sair, mas a realidade de que Londres e Bruxelas terão que negociar seu futuro relacionamento de uma "maneira que não prejudique a União Europeia".

    O ministro alemão também sugeriu que, se o Reino Unido mudar de ideia, haveria "lugar para você à nossa mesa em Bruxelas". Ele disse que os Beatles cantaram: "Você diz adeus, eu digo olá", acrescentando que o "adeus" é ordenado e é hora de focar em "olá".

    Mais:

    Governo 'recebeu novo e poderoso mandato para concluir Brexit', diz Johnson
    Após vitória 'sísmica', Johnson quer Brexit completo até dezembro de 2020
    Líder europeia alerta: Reino Unido tem mais a perder com Brexit sem acordo em 2020
    Tags:
    comércio, Beatles, economia, diplomacia, Brexit, Heiko Maas, União Europeia, Reino Unido, Europa, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar