15:26 27 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    8554
    Nos siga no

    Cientistas iranianos tiveram acesso a um laboratório ultramoderno na Noruega contendo informação útil para a construção de armas de destruição em massa.

    Na ocasião, dois cientistas iranianos foram convidados por dois pesquisadores da Universidade de Ciência e Tecnologia Norueguesa (NTNU, na sigla em norueguês) a um laboratório de nano-mecânica, no qual materiais avançados são analisados, assim como ligas metálicas.

    Os pesquisadores noruegueses se tornaram suspeitos de passar informação sensível, que seria útil para a produção de armas de destruição em massa, para o Irã, ao passo que não informaram à diretoria do recinto e não seguiram os procedimentos estabelecidos ao convidar os cientistas iranianos.

    "A questão chave para nós é descobrir se a pesquisa era de importância para a produção de armas de destruição em massa", declarou o diretor de comunicações do Serviço de Segurança Policial da Noruega (PST), Trond Hugubakken, ao portal NRK.

    Conforme disse a autoridade, os pesquisadores noruegueses estão sendo interrogados e uma investigação está sendo conduzida. Além disso, eles foram suspensos de suas posições no Centro de Engenharia Mecânica e Produção da Universidade enquanto decorre a investigação.

    Por sua vez, o Irã nega que esteja produzindo ou intencione produzir armas nucleares, apesar de acusações oriundas dos EUA.

    Mais:

    EUA removem tropas de exercícios da OTAN na Noruega em meio a conflito com Irã
    Coreia do Norte diz que só discutirá programa nuclear se EUA pararem com 'política hostil'
    Programa de Estado? Especialista aponta vantagens da energia nuclear para o Brasil
    Rouhani afirma que Irã nunca buscará armas nucleares, com ou sem acordo
    Tags:
    cientistas, laboratório, Noruega, Irã, armas de destruição em massa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar