22:26 22 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    425
    Nos siga no

    O Papa Francisco declarou nesta segunda-feira (20) que o populismo tem suas raízes na "indiferença egoísta'' e é terreno fértil para todos os tipos de ódio, incluindo o antissemitismo.

    O pontífice fez suas declarações em uma reunião com uma delegação do Centro Simon Wiesenthal, um grupo de direitos humanos dedicado ao combate ao antissemitismo.

    Francisco lembrou que em 2016, em peregrinação à Polônia, rezou no local do campo de concentração de Auschwitz-Birkenau.

    O Papa condenou "o ressurgimento bárbaro do antissemitismo'' e o fato de o populismo oferecer terreno fértil "onde o ódio cresce rapidamente''.

    O antissemitismo vem ressurgindo na Europa nos últimos tempos, simultaneamente com o renascimento dos movimentos populistas, afirma a agência de notícias Associated Press.

    Francisco recomendou incentivar a integração e a compreensão mútua para combater o ódio.

    Mais:

    Papa pede esperança para continente americano e Venezuela
    Papa indica mulher para alto escalão administrativo do Vaticano pela 1ª vez
    Papa Francisco explica por que ele bateu nas mãos de mulher (VÍDEO)
    Maduro alerta Papa Francisco que venezuelanos estão abandonando o catolicismo
    Tags:
    Papa Francisco
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar