08:07 24 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    11180
    Nos siga no

    O político alemão Peter Beyer, da CDU, disse que as sanções dos EUA terão impacto na construção do gasoduto Nord Stream 2, mas que o projeto será concluído em 2020.

    O gasoduto de US$ 11 bilhões (R$ 45 bilhões), que se estende da Rússia à Alemanha através do fundo do mar Báltico, será concluído "no segundo semestre do ano que vem", afirmou o coordenador da Cooperação Transatlântica do governo alemão, nesta segunda-feira (23), à estação de rádio Deutschlandfunk.

    Os EUA aplicaram recentemente restrições devastadoras contra as empresas que estão envolvidas na construção do Nord Stream 2 no mar Báltico. As sanções não foram "nada surpreendentes", embora causem atraso do projeto, explica Beyer.

    Antecipando as sanções, a empresa suíço-holandesa Allseas, responsável pela instalação dos tubos do  Nord Stream no mar, retirou os seus navios das águas do Báltico, segundo relatório da Bloomberg.

    Descontentamento americano

    No entanto, a Rússia garante que o gasoduto "se tornará realidade de qualquer maneira, apesar de todas essas ameaças", assim como outro gasoduto, o TurkStream - também alvo das sanções de Washington.

    Trabalhador soldando tubos do gasoduto TurkStream (imagem de arquivo)
    © Foto / TurkStream
    Trabalhador soldando tubos do gasoduto TurkStream (imagem de arquivo)

    "É óbvio que o projeto será finalizado […] As sanções parecem mais uma expressão de descontentamento", afirmou Alexis Rodzianko, presidente da Câmara de Comércio dos EUA na Rússia.

    Mais:

    Empresa suíça Allseas suspende trabalhos no projeto Nord Stream 2 sob ameaça de sanções dos EUA
    Sanções dos EUA não impedirão Nord Stream 2, diz senador russo
    Embaixador dos EUA diz que europeus agradecem por sanções contra o Nord Stream 2
    Tags:
    TurkStream, mar Báltico, gasoduto, sanções, Nord Stream 2
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar