16:11 19 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    875
    Nos siga no

    Ministério da Defesa do Reino Unido gastou £ 50 mil nos últimos sete anos em drogas para deixar seus militares acordados por dias, segundo mídia.

    A droga em questão seria o modafinil, um equivalente às anfetaminas usadas durante a Segunda Guerra Mundial como estimulante do estado de vigília dos soldados.

    Apesar de não reconhecer o uso da droga oficialmente, o Ministério da Defesa do Reino Unido teria gastado pelo menos £ 50 mil (cerca de R$ 265 mil) neste fármaco durante os últimos sete anos, conforme publicou o tabloide Daily Star.

    Entre os militares usuários do modafinil estariam membros de forças especiais e pilotos, devido à extensiva jornada de trabalho.

    Em alguns casos, os soldados são envolvidos em operações que levam dias, sem ter tempo para dormir.

    Uso civil

    Além dos militares, a droga, vendida sob o nome de Provigil, também é receitada por médicos a pacientes com problemas de sono, segundo a mídia.

    O produto por vezes é utilizado por estudantes, em períodos de provas e exames, e executivos que trabalham com curtos prazos e sob pressão.

    Mais:

    Alcoolismo, drogas e suicídio: expectativa de vida nos EUA cai pelo 3º ano consecutivo
    Mudança genética poderia criar 'supersoldados' e espalhar epidemias
    Bebês geneticamente modificados: um dos grandes dilemas da ciência no século XXI
    Tags:
    operação militar, sono, Reino Unido, piloto, forças espaciais, drogas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar