04:41 23 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    121
    Nos siga no

    O sindicato Verdi convocou os trabalhadores de um importante centro de logística da Amazon na Alemanha a entrarem em greve durante os últimos dias de compras antes do Natal, exigindo melhores salários e condições.

    Desde 2013, os sindicatos organizam greves repetidas na Alemanha, o segundo maior mercado da Amazon depois dos Estados Unidos, na esperança de forçar o gigante do varejo a reconhecer acordos de negociação coletiva que se aplicam a outros funcionários do setor.

    Em comunicado obtido pela agência de notícias Reuters, o sindicato afirma que pretende utilizar o movimento do Natal "para aumentar a pressão por barganha coletiva" e que os bônus de Natal, atualmente em US$ 441, deve quadruplicar. 

    "Precisamente durante as operações de Natal, os colegas estão mais sobrecarregados, estressados ​​e fazendo horas extras, e isso deve ser reconhecido com os recursos do acordo coletivo de Natal", disse o líder do movimento grevista, Mechthild Middeke. 

    A paralisação das atividades no centro de logística em Bad Hersfeld está prevista para começar na segunda-feira de manhã e deve durar até o sábado de noite. 

    No passado, a Amazon disse que os níveis de participação nas greves eram baixos e que não teve nenhum impacto operacional com a movimentação dos trabalhadores.

    Mais:

    'Interferência inadmissível': Alemanha condena sanções dos EUA por gasoduto Nord Stream 2
    'Abaixe o tom': mensagem de França e Alemanha para Trump durante a cúpula da OTAN
    Embaixada da Alemanha desmente Ricardo Salles sobre novo fundo Amazônia
    Explosão em prédio residencial na Alemanha deixa ao menos 25 feridos e 1 morto (FOTOS)
    Cooperação entre Alemanha e Brasil é tentativa de unir 'produção' e 'conservação', diz analista
    Tags:
    greve, Amazon, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar