07:43 23 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    517
    Nos siga no

    A Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 25) acabou oficialmente na sexta-feira (13), mas ainda não há uma declaração final pela dificuldade alcançar consenso entre os países.

    O diplomata chileno Andres Landerretche, país que ocupa a presidência do evento, afirmou à imprensa neste sábado (14) que deverá haver uma declaração final ambiciosa. 

    "A grande maioria das delegações está pedindo um texto [final] mais ambicioso e estamos trabalhando nisso", disse Landerretche.

    Segundo Landerretche, os participantes desejam que o acordo seja ambicioso em todos os aspectos, incluindo a mitigação das consequências da mudança climática, meios para se adaptar a um mundo mais quente, além do financiamento e transferência de tecnologia.

    Um texto preliminar divulgado pelo Chile foi criticado por muitos países, pois não transmitia uma clara mensagem de ambição ao mundo. Segundo a emissora France 24, os delegados foram divididos novamente em várias questões, incluindo os meios de financiamento e redução das emissões de gases de efeito estufa.

    O processo de negociação foi bastante difícil pois um mecanismo para implementar o Artigo 6 do Acordo de Paris, que define as regras para um novo mercado de carbono, dividiu os países, assim como aconteceu na cúpula anterior da COP, na cidade polonesa de Katowice.

    Mais:

    Para lidar com protestos, Piñera cancela encontros da APEC e COP25 no Chile
    Sede da COP25 em 2020, Portugal destaca capital verde e avanço das energias renováveis
    Desmatamento da Amazônia bate recorde em novembro e sobe mais de 100%, diz agência
    Brasil encarou COP 25 como 'reunião de negócios' e causa 'preocupação' no mundo, diz analista
    Tags:
    Espanha, meio ambiente, COP25
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar