12:32 14 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Líderes da OTAN conversam durante recepção no Palácio de Buckingham, em meio à conferência marcada por retórica dura, em 3 de dezembro de 2019

    VÍDEO capta líderes da OTAN aparentemente tirando sarro de Trump durante conferência em Londres

    © AP Photo / Captura
    Europa
    URL curta
    14202
    Nos siga no

    Vídeo mostra líderes reunidos durante coquetel no Palácio de Buckingham, trocando impressões acaloradas que parecem se referir ao presidente norte-americano Donald Trump.

    O presidente francês, Emmanuel Macron, e os primeiros-ministros do Reino Unido, Boris Johnson, e do Canadá, Justin Trudeau, foram flagrados por uma câmera indiscreta durante a recepção no Palácio de Buckingham.

    O diálogo parece tratar do presidente norte-americano Donald Trump. Johnson pergunta a Macron: "Foi por isso que ele se atrasou?", ao que Trudeau comenta: "Ele se atrasou porque fica 40 minutos em coletiva de imprensa."

    Donald Trump é famoso por conduzir coletivas de imprensa bastante longas, e nesta terça-feira (3) ficou mais de 50 minutos reunido com repórteres.

    Trudeau segue o diálogo: "É verdade, ele anunciou que...", quando é interrompido por Macron, que fala com entusiasmo ao grupo, de costas para a câmera, com palavras inaudíveis.

    O diálogo acalorado do grupo atraiu o primeiro-ministro dos Países Baixos, Mark Rutte, e a princesa Anne para a roda de conversa, que ouve Justin Trudeau: "Só dava para ver a equipe dele de queixo caído", gesticula.

    O vídeo foi originalmente postado pela Sputnik International em sua página no Youtube. Mais tarde, o canal canadense CBC publicou versão editada das conversas.

    Presidente dos EUA, Donald Trump, durante conferência de líderes da OTAN, em Watford, Reino Unido, em 4 de dezembro de 2019
    © REUTERS . Toby Melville
    Presidente dos EUA, Donald Trump, durante conferência de líderes da OTAN, em Watford, Reino Unido, em 4 de dezembro de 2019

    As imagens foram publicadas em um momento de exposição de divergências internas na OTAN. Mais cedo, Emmanuel Macron havia acusado a Turquia de operar em conjunto com o Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e demais países) na Síria.

    Donald Trump, por sua vez, havia classificado a declaração de Macron sobre "morte cerebral" da organização de "sórdida" e "muito ofensiva", acrescentando que não ficaria surpreso se a França “se retirasse” da OTAN.

    Reação de Trump 

    Após a divulgação do vídeo, o presidente dos EUA, Donald Trump, chamou o primeiro-ministro canadense de "duas caras".

    "Bem, ele é duas caras", declarou o presidente Trump, que também sugeriu que a postura de Trudeau poderia estar ligada ao pedido dos EUA para que o Canadá aumentasse seus gastos com defesa.

    "Honestamente, eu acho Trudeau um cara legal, mas a verdade é que eu chamei a atenção dele pelo fato de ele não estar pagando 2% e eu acho que ele não está muito feliz com isso", declarou, referindo-se à meta de 2% do PIB em gastos militares estabelecida pela OTAN aos seus membros.

    "Olhe, eu estou representando os EUA, e ele deveria estar pagando mais do que está e ele entende isso", concluiu.

    Donald Trump cancelou uma coletiva de imprensa que faria após a conferência de líderes da OTAN, alegando já ter conduzido conferências "o suficiente" e decidiu antecipar a sua volta a Washington.

    Na terça-feira (3) à noite, a rainha Elisabeth II recebeu os líderes da aliança militar no Palácio de Buckingham por ocasião da comemoração dos 70 anos da aliança.

    Na quarta-feira (4), os líderes devem se reunir para reuniões de trabalho que tratarão de temas como gastos militares, China, segurança cibernética e a presença da OTAN no espaço.

    Mais:

    Não só Turquia: confira que países da OTAN têm armas russas no arsenal
    OTAN sobrevive à Conferência de Londres? Conheça temas críticos que serão tratados no encontro
    Aproximação da OTAN às fronteiras da Rússia é ameaça para segurança do país, diz Vladimir Putin
    Tags:
    Justin Trudeau, Boris Johnson, Donald Trump, Emmanuel Macron, OTAN
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar