12:45 14 Dezembro 2019
Ouvir Rádio

    Após querer comprar a ilha, Trump recebe diplomatas da Groenlândia para discutir presença no Ártico

    © AP Photo / David Goldman
    Europa
    URL curta
    327
    Nos siga no

    O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, discutirá com representantes da Groelândia e Dinamarca a presença dos EUA na ilha. Pela primeira vez na história, um membro do governo autônomo da Groenlândia participará de uma reunião no exterior.

    O ministro das Relações Exteriores da Dinamarca, Jeppe Kofod, e a chefe do Ministério do Exterior da Groenlândia, Ane Lore Bagger, irão se reunir com o secretário de Estado dos EUA para discutir a presença da potência americana na ilha e a cooperação na região do Ártico.

    “Nós saudamos a participação norte-americana [em projetos na Groenlândia] e esperamos discutir isso com Pompeo. A ideia central é que a participação dos americanos pode e deve trazer benefícios para a Groenlândia", declarou o ministro dinamarquês.

    "Junto com a Groenlândia, iremos dar continuidade ao diálogo construtivo com os EUA sobre os assuntos do Ártico e da ilha. O aumento do interesse político [na região] significa que nós também daremos mais atenção e envolvimento, ao lado dos norte-americanos", concluiu o MRE.

    Groenlândia: porta de entrada no Ártico

    A Groenlândia é a maior ilha do mundo, localizada no extremo norte do oceano Atlântico, conectando-o à região do Ártico. A ilha foi oficialmente incorporada ao Reino da Dinamarca em 1953.

    A região do Ártico ganha espaço nas relações internacionais em função do seu papel geopolítico estratégico, que deve aumentar com o derretimento de suas geleiras, acelerado pelas mudanças climáticas.

    Estudantes observam o degelo na Groenlândia. A ilha é alvo de interesses internacional em função da sua posição estratégica.
    © AP Photo / Felipe Dana
    Estudantes observam o degelo na Groenlândia. A ilha é alvo de interesses internacional em função da sua posição estratégica.

    As fronteiras marítimas entre os Estados do Ártico – Canadá, Dinamarca (Groenlândia), Islândia, Noruega, Rússia e Estados Unidos – ainda não foram delimitadas, assunto que é discutido atualmente no âmbito do Conselho do Ártico.

    Em agosto deste ano, o presidente Donald Trump gerou polêmica ao propor que os Estados Unidos comprassem a ilha da Groenlândia do Reino da Dinamarca, o que aumentaria significativamente o território ártico dos EUA.

    Mais:

    Rússia vai implantar 2 novos radares antimísseis no Ártico
    Lavrov: 'Rússia quer entender o que a OTAN busca no Ártico'
    Jornal revela quantia que EUA estariam dispostos a pagar pela Groenlândia
    Tags:
    geopolítica mundial, Conselho Ártico, Ártico, Donald Trump, Mike Pompeo, EUA, Dinamarca, Groenlândia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar