21:45 27 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    110
    Nos siga no

    Cerca de 350 mil pessoas participam neste sábado das manifestações em Barcelona para protestar contra as sentenças de prisão dos líderes pró-independência catalães, informou a Guarda Urbana de Barcelona.

    A manifestação foi organizada pela Assembléia Nacional da Catalunha e por organizações públicas ligadas à Òmnium Cultural, cujos líderes foram condenados a nove anos de prisão cada. Os protestos foram apoiados por mais de 100 organizações, associações e sindicatos.

    Os manifestantes querem que as autoridades espanholas libertem os políticos catalães presos.

    "Iremos até onde as pessoas quiserem", disse o presidente catalão Quim Torra, que se juntou à manifestação.

    Os violentos protestos tomaram a região desde 14 de outubro, quando a Suprema Corte condenou vários políticos catalães a longas penas de prisão por seu envolvimento no referendo de independência de 2017. Centenas de manifestantes foram feridos e detidos desde então.

    Ao mesmo tempo, neste sábado, o partido de direita Vox organizou uma manifestação "em defesa da unidade da Espanha" no centro de Madri, que reuniu 20 mil pessoas. O líder da Vox, Santiago Abascal, pediu ao governo espanhol que proibisse os partidos pró-independência da Catalunha, suspendesse a autonomia da Catalunha e detivesse Torra.

    Os grupos de direita da Catalunha prometem realizar uma manifestação pela unidade com a Espanha em Barcelona neste domingo.

    Òmnium Cultural é uma organização civil sem fins lucrativos, fundada em 1961, e que atua na promoção do idioma e da cultura catalã, da educação, da coesão social e da defesa dos direitos nacionais da Catalunha.

    Mais:

    Confrontos duros entre manifestantes catalães e polícia paralisam aeroporto de Barcelona
    Novo dia de intensos protestos em Barcelona deixa 35 feridos
    Manifestantes pró-independência da Catalunha fecham aeroporto de Barcelona
    Tags:
    manifestação, Barcelona, Espanha, Catalunha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar