14:28 19 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Fragmentos do avião MH17 durante apresntação de relatório na Holanda

    Deputados holandeses pedem investigação da função da Ucrânia na tragédia do MH17

    © Sputnik / Maksim Blinov
    Europa
    URL curta
    4110
    Nos siga no

    A Segunda Câmara da Holanda tenciona abrir investigação aprofundada da participação da Ucrânia no acidente do voo MH17, que caiu em Donbass em 2014, relata o portal NOS.

    Segundo o portal, deputados holandeses exigiram que o governo descobrisse por que as autoridades ucranianas não fecharam o espaço aéreo sobre a região. A iniciativa foi apoiada por oito grupos políticos.

    No entanto, o ministro das Relações Exteriores holandês, Stef Blok, declarou que não viu qualquer "fundamento legal" para conduzir uma investigação. Segundo o chanceler, a dificuldade é que isso exigirá "cooperação não só da Ucrânia, mas também da Rússia".

    Tragédia no céu sobre Donbass

    Um Boeing-777 da Malaysia Airlines, voando de Amsterdã a Kuala Lumpur, foi abatido em 17 de julho de 2014 em Donetsk, no leste da Ucrânia. Havia 298 pessoas a bordo, e todas morreram. A maioria das vítimas era cidadãos holandeses.

    Kiev acusou milicianos do oeste do país do desastre. Entretanto, milicianos indicaram que não tinham armas capazes de derrubar um avião a esta altitude.

    A equipe de investigação internacional JIT apresentou posteriormente resultados intercalares. De acordo com o relatório, um lançador de mísseis Buk atingiu o avião Boeing, tendo sido entregue pela Rússia e depois devolvido.

    Moscou afirmou que a investigação era tendenciosa por se basear apenas nos dados recebidos da Ucrânia. Investigação realizada pela Almaz-Antey, fabricante de sistemas de defesa antiaérea, incluindo complexos Buk, confirmou que o Boing foi abatido do território controlado pelo Exército ucraniano.

    Mais:

    Líderes europeus dizem que Rússia deve aceitar responsabilidade por derrubada do MH17
    Rússia revela que seus dados sobre derrubada do MH17 foram ignorados
    Primeiro-ministro malaio critica resultados da investigação da catástrofe do MH17
    Tags:
    tragédia, Ucrânia, investigação, Holanda, MH17
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar