10:09 09 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente francês Emmanuel Macron durante reunião com o presidente russo, Vladimir Putin, em 19 de agosto de 2019.

    Macron quer cautela na busca por responsáveis por ataques contra petrolíferas sauditas

    © Sputnik / Sergei Guneev
    Europa
    URL curta
    893
    Nos siga no

    O presidente da França, Emmanuel Macron, pediu cautela na atribuição de responsabilidade pelos ataques às instalações petrolíferas sauditas.

    "É preciso ter muito cuidado ao atribuir [responsabilidade]. No momento, existem vários sinais, mas esse bombardeio é um fato militar de uma nova origem, que mudou o ecossistema da região e criou uma nova configuração", Macron disse em entrevista ao jornal Le Monde nesta segunda-feira (23).

    No dia 14 de setembro, um ataque de drones atingiu as instalações de petróleo da Saudi Aramco, Abqaiq e Khurais, forçando a companhia nacional de petróleo a desativá-las.

    Os ataques resultaram em uma queda aguda na produção diária de petróleo da Arábia Saudita com consequente aumento nos preços do petróleo. Embora a responsabilidade pelo ataque tenha sido reivindicada pela ala militar do movimento Ansar Allah, do Iêmen, também conhecido como houthis, os Estados Unidos e a Arábia Saudita acusam o Irã pelo incidente.

    Na semana passada, o Ministério da Defesa da Arábia Saudita realizou uma coletiva de imprensa para apresentar supostas evidências do envolvimento do Irã nos ataques. Teerã refutou as acusações.

    Mais:

    Envolvimento dos houthis em ataques à Arábia Saudita é 'implausível', diz chanceler britânico
    Irã pede que Arábia Saudita ponha um fim na guerra contra Iêmen
    Guerra é 'última opção', diz Arábia Saudita sobre tensões com o Irã
    Houthis prometem ataques 'mais dolorosos' caso Arábia Saudita continue ação militar
    Tags:
    Emmanuel Macron, Arábia Saudita, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar