16:55 18 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    11153
    Nos siga no

    O ex-analista da Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA), Edward Snowden, disse que gostaria que o presidente da França, Emmanuel Macron, lhe concedesse asilo.

    "Solicitei asilo na França em 2013, durante a presidência de François Hollande, e é claro que gostaria que Macron me desse asilo", disse Snowden em entrevista à estação de rádio France Inter.

    No entanto, Snowden acrescentou ser lamentável que "o único lugar, onde um autor de revelações americano possa falar não seja na Europa, mas aqui [na Rússia]".

    "Proteger os autores de vazamentos não é um ato hostil", disse o autor do maior vazamento de inteligência da história.

    Snowden insiste que acolher alguém como ele "não é um ataque aos EUA".

    Em 2013, o analista Snowden revelou um programa secreto de espionagem eletrônica da NSA.

    Depois de compartilhar documentos da NSA com os jornais The Washington Post e The Guardian, o especialista fugiu para Hong Kong e depois se refugiou em Moscou.

    A Rússia concedeu asilo a Snowden por um período de um ano e depois estendeu a autorização de residência até 2017 e, recentemente, até 2020.

    Mais:

    Snowden diz que Amazon suspende serviços de Internet no Irã para agradar EUA
    Snowden: Google e Facebook ficam 'felizes' em ceder os seus dados aos governos
    Arquivos vazados de Snowden: EUA teriam ajudado Israel a pôr Hezbollah na mira de assassinato?
    'Alcance ilimitado, sem salvaguardas': Snowden avisa sobre maior controle social da história
    Tags:
    asilo político, vazamento, nsa, Edward Snowden
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar