03:00 27 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    324
    Nos siga no

    O primeiro-ministro britânico Boris Johnson convocará uma eleição no dia 14 de outubro se os parlamentares bloquearem a opção de deixar a União Europeia sem um acordo, disse uma fonte do governo nesta segunda-feira (2).

    O Parlamento britânico deve votar nesta terça-feira um projeto que daria aos membros da Casa que são contrários aos planos de Johnson para o Brexit o controle da agenda parlamentar. Eles tentariam aprovar uma legislação para forçar o premiê britânico a pedir um novo adiamento da saída da União Europeia.

    Se esse grupo conseguir derrotar o governo, uma fonte ouvida pela agência de notícias Reuters disse que Johnson daria o primeiro passo para convocar uma eleição ao apresentar uma moção ao Parlamento solicitando o pleito. 

    "Os membros do Parlamento enfrentarão uma escolha muito simples amanhã quando votarem. Se eles votarem para dar a Boris Johnson a chance de fazer as negociações... essa seria a melhor chance para a Grã-Bretanha fazer um acordo", disse a fonte. "Mas, se eles votarem amanhã para atrapalhar o processo de negociação, para não dar à Grã-Bretanha a capacidade de negociar um acordo, também terão que refletir sobre o que virá a seguir".

    A moção que busca a eleição geral deverá ser votada na quarta-feira e exigiria a aprovação de uma maioria de dois terços na Câmara dos Comuns, com 650 cadeiras. Se aprovada, a eleição provavelmente será em 14 de outubro, disse a fonte.

    A fonte também disse que, embora Johnson não queira uma eleição, os parlamentares devem estar cientes de que seria uma consequência de sua decisão de votar contra o governo na terça-feira.

    Mais:

    Brexit faz empresários britânicos reduzirem seus investimentos, revela pesquisa
    Novo primeiro-ministro britânico pede renegociação do Brexit
    Assessor de Boris Johnson: Parlamento não pode barrar Brexit sem acordo
    Rússia gostaria de assinar novo acordo comercial com Londres após Brexit
    França se diz pronta para um 'Brexit sem acordo', mas fará de tudo para evitá-lo
    Tags:
    Boris Johnson, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar