15:46 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Vegetação em chamas na floresta Amazônica

    Irlanda ameaça não ratificar acordo Mercosul-UE se Brasil não parar queimadas

    © AP Photo / Dario Lopez-Mills
    Europa
    URL curta
    11196
    Nos siga no

    Governo irlandês ameaça opor-se à ratificação do acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia, caso o Brasil não proteja a floresta amazônica.

    A declaração foi feita pelo chefe do governo da Irlanda, Taoiseach Leo Varadkar.

    "A Irlanda não irá de maneira alguma votar pelo acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia se o Brasil não honrar seus compromissos ambientais", disse Leo Varadkar.

    Na última quarta (21), o presidente Jair Bolsonaro havia sugerido o possível envolvimento de organizações não governamentais nos incêndios.

    "Então, pode estar havendo, sim, pode, não estou afirmando, ação criminosa desses 'ongueiros' para chamar a atenção contra a minha pessoa, contra o governo do Brasil. Essa é a guerra que nós enfrentamos", publicou o portal G1 a fala de Bolsonaro.

    Por sua vez, a autoridade irlandesa criticou a fala do presidente brasileiro, informou o site de notícias independent.ie.

    "Os esforços de Bolsonaro em culpar as ONGs ambientais nos incêndios é orwelliano", disse Varadkar, insinuando que a fala de Bolsonaro seria falsa e manipuladora.

    Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), mais de 75.000 focos de queimada foram detectados na Amazônia neste ano, 85% a mais do que em todo o ano passado.

    Concorrência comercial e o acordo

    A Irlanda é um importante exportador de carne bovina na União Europeia. O país teme a entrada de carne oriunda do Mercosul no mercado europeu. A concorrência com a carne sul-americana poderia trazer perdas para os produtores locais.

    O acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia abrirá um mercado de 500 milhões de habitantes para os produtos brasileiros. Para entrar em vigor, o acordo deverá ser ratificado pelo Parlamento da União Europeia, aonde ele precisa receber o apoio de ao menos 16 dos 28 Estados membros.

    Mais:

    Desmatamento é principal causador de incêndios na Amazônia, diz especialista
    Especialista: desmatamento na Amazônia pode prejudicar ratificação do acordo Mercosul-UE
    Possível vitória de Fernández não afeta acordo Mercosul-UE, diz especialista
    Tags:
    Acordo de Livre Comércio entre União Europeia e Mercosul, Irlanda, Amazônia, queimadas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar