03:14 16 Setembro 2019
Ouvir Rádio
     Matteo Salvini, presidente da Lega Nord, durante discurso em Roma

    Direita italiana garante esforço para retomar boas relações com Rússia

    © AFP 2019 / TIZIANA FABI
    Europa
    URL curta
    8131
    Nos siga no

    O vice-primeiro-ministro italiano e ministro do Interior, Matteo Salvini, garantiu que trabalha para restabelecer as boas relações com a Rússia.

    Salvini também disse que o presidente dos EUA, Donald Trump, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, fazem parte do rol de políticos contemporâneos de maior respeito.

    "Vou trabalhar para voltar às boas relações com a Rússia. Putin é um grande presidente. E digo isso porque acho que sim, e não porque fui pago, como dizem alguns jornais", disse o político na festa do seu partido, Liga Norte, na cidade de Cervia.

    Em fevereiro, a L'Espresso publicou uma investigação alegando que Salvini e seus representantes, durante a visita de outubro a Moscou, discutiram o financiamento da Liga com os russos, na véspera das eleições europeias. O partido supostamente ganhou 3 milhões de euros, escamoteando o processo com exportações russas de diesel. Moscou, assim como Salvini, refutou tais alegações.

    As relações entre a Rússia e o Ocidente se deterioraram em 2014, à luz da crise na Ucrânia e da reunificação da Crimeia com a Rússia.

    A União Europeia impôs sanções econômicas à Rússia, que respondeu com um embargo aos produtos alimentícios da UE. No final de junho, a União Europeia estendeu oficialmente suas sanções contra a Rússia até 31 de janeiro de 2020.

    No entanto, Roma e Moscou desfrutam de relações amigáveis. A Itália é o segundo maior parceiro comercial da Rússia na UE, depois da Alemanha.

    O presidente russo, Vladimir Putin, visitou Roma no início de julho e se reuniu com o presidente da Itália, Sergio Mattarella.

    Após a reunião, Putin saudou "um consenso absoluto" entre as forças políticas italianas sobre a necessidade de desenvolver boas relações com a Rússia.

    Tags:
    sanções, direita, Itália, Rússia, Matteo Salvini
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar