13:22 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Complexos S-400 Triumph lançam mísseis durante treinamentos da Força Aeroespacial da Rússia

    Erdogan: Oferta dos EUA para compra de sistema Patriot 'não é tão boa quanto o S-400'

    © Sputnik / Ruslan Krivobok
    Europa
    URL curta
    12170

    O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse nesta terça-feira que não há como Ancara voltar atrás de seu acordo com a Rússia na compra do sistemas S-400 de defesa aérea. O país tem sido pressionado pelos EUA a desistir do equipamento, ameaçando até mesmo expulsar os turcos da OTAN.

    "Há um certo passo que tomamos, há um acordo aqui [com a Rússia] e estamos comprometidos com isso. Está fora de questão darmos um passo atrás", disse Erdogan, segundo a Reuters.

    Erdogan acrescentou que a recente oferta dos EUA em vender à Turquia sua plataforma de defesa aérea Patriot PAC-3 simplesmente não era tão boa quanto a oferta russa. "Infelizmente, o lado norte-americano não nos deu uma oferta tão boa quanto a S-400", disse ele, observando que as discussões com os EUA estão em andamento.

    O presidente turco também notou que Ancara continuava pronta para montar um grupo de trabalho especializado com Washington para acalmar as preocupações dos EUA de modo a permitir o uso do S-400 juntamente com os caças F-35 de 5ª geração dos Estados Unidos. Erdogan não comentou a resposta americana à proposta da Turquia.

    Também na terça-feira, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que a Turquia está livre para discutir o acordo S-400 "com qualquer terceiro Estado" e "não é obrigada a notificar [a Rússia]" sobre tais negociações.

    Na semana passada, o secretário interino da Defesa dos EUA, Patrick Shanahan, disse que não tinha conhecimento de nenhum plano para criar um grupo de trabalho conjunto sobre o S-400. "O S-400 foi projetado para derrubar o F-35. Eles são inimigos naturais, essa é a razão fundamental [pela qual a Turquia não deveria comprá-los]", disse Shanahan.

    Na quinta-feira, a subsecretária adjunta de Defesa para Assuntos de Segurança Internacional, Kathryn Wheelbarger, alertou que a entrega de S-400s à Turquia seria "devastadora", acrescentando que seria "inconcebível imaginar a Rússia não aproveitando" as oportunidades de coletar informações sobre os EUA e sistemas da OTAN, incluindo o F-35.

    Washington já teria dado a Ancara até o final da semana para abandonar o acordo S-400 ou enfrentar penalidades, que podem incluir desde sanções até o bloqueio da entrega dos jatos F-35 da Turquia. A Rússia e Turquia assinaram o contrato S-400 em dezembro de 2017. O sistema deve começar a ser implantado a partir de julho.

    Mais:

    Alemanha quer fim de acordo da Turquia com a Rússia sobre compra dos S-400
    Tags:
    S-400, Rússia, Turquia, Kremlin, Dmitry Peskov, OTAN, Patriot, Recep Tayyip Erdogan
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar