01:51 17 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Logotipo de rede Huawei e 5G exibidos nesta ilustração.

    Premiê holandês diz que compartilha 'preocupações' em comum com os EUA em relação a 5G

    © REUTERS / Dado Ruvic/Ilustração
    Europa
    URL curta
    314
    Nos siga no

    A Holanda compartilha as preocupações dos Estados Unidos com as potenciais ameaças à segurança das redes de telecomunicações 5G, de acordo com o ministro das Relações Exteriores holandês, Stephanus Blok.

    "A segurança é uma parte importante de nossa política na China. E com relação ao próximo leilão de [faixas de frequência] 5G, compartilhamos as preocupações dos EUA e de outros países", disse o ministro holandês das Relações Exteriores, Stephanus Blok, em coletiva de imprensa conjunta com o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo em Haia nesta segunda-feira.

    Ele acrescentou que uma equipe de especialistas estava estudando as considerações de segurança em torno da tecnologia na Holanda.

    No entanto, embora a Holanda queira alinhar suas políticas com as de países parceiros, todo Estado deve, em última análise, tomar suas próprias decisões de segurança, enfatizou.

    Blok disse ainda que membros da União Europeia estão avaliando todos os riscos associados às redes 5G e tomarão suas decisões em junho.

    Seus comentários vieram depois que os Estados Unidos acrescentaram no mês passado a gigante chinesa de tecnologia Huawei, uma das maiores empresas no desenvolvimento de equipamentos para a tecnologia 5G, a uma lista negra de negócios. Várias empresas dos EUA já suspenderam os laços comerciais com a Huawei, incluindo o Google, cujo sistema operacional Android é atualmente usado pelos telefones celulares da chinesa.

    Falando de cooperação com a China, o ministro holandês observou que seu país gostaria de se associar a Pequim "sempre que possível". No entanto, ele disse que a Holanda continua preocupada com as práticas de direitos humanos do país.

    Em março, a Comissão Europeia pediu a cada Estado-membro da UE que avaliasse os riscos associados às redes 5G. Espera-se que os os países atualizem regulamentações de segurança, incluindo obrigações de fornecedores e reguladores. A comissão disse que os países-membros têm o direito de proibir empresas de operarem em seus mercados se perceberem haver risco à segurança, mas não chegaram a introduzir uma proibição em toda a UE a qualquer empresa.

    Tags:
    5G, Android, Huawei, Ministério das Relações Exteriores da Holanda, Comissão Europeia, Google, Stephanus Blok, Mike Pompeo, Pequim, Holanda, Haia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar