07:20 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Polícia alemã (arquivo)

    Policiais vão para hospital após motim violento em albergue de refugiados na Alemanha

    © AP Photo / Bernd Thissen
    Europa
    URL curta
    110
    Nos siga no

    A polícia foi chamada para uma emergência em um abrigo de refugiados de uma vila na Bavária após o início de uma violenta briga entre internos. No entanto, os oficiais não só não conseguiram acalmar os ânimos dos envolvidos como também foram atacados pelos migrantes. Foi preciso chamar reforço para conter a confusão.

    Seis nigerianos, com idades entre 23 e 38 anos, foram presos depois de um motim em um abrigo para refugiados, localizado em um pequeno município da Bavária, Stephansposching, informou o canal alemão Frankfurter Allgemeine Zeitung. Uma investigação foi iniciada depois que cinco policiais ficaram feridos; quatro deles foram levados feridos para um hospital.

    Na sexta-feira, os oficiais foram chamados para conter uma briga envolvendo 30 refugiados furiosos insultando e perseguindo os funcionários de uma instalação de acolhimento na Bavária. A situação piorou após a polícia identificar e prender o suposto líder do motim. Foi quando vários internos atacaram os oficiais e atiraram bicicletas contra eles; a polícia respondeu com spray de pimenta.

    Um dos refugiados pulou na janela lateral de um carro da polícia enquanto os outros construíam barricadas e bloqueavam os policiais que tentavam bater em retirada. A polícia pediu apoio e as autoridades conseguiram acalmar os desordeiros.

    Os abrigos para refugiados e os chamados "centros de ancoragem", estabelecidos para facilitar o processamento de pedidos de refúgio, têm se tornado cenário para crimes violentos. No começo de maio, oficiais da polícia local foram atacados e apedrejados na cidade de Regensburg, no sul da Alemanha, enquanto tentavam investigar a morte de uma mulher de 31 anos no centro de imigrantes.

    O número de crimes violentos também cresceu na Alemanha desde o estabelecimento da política de portas abertas promovida pelo país durante o auge da crise de refugiados em 2015. Um a cada dez crimes graves no país é perpetrado por um requerente de asilo ou refugiado, informou o Die Welt no início deste ano, citando o Departamento Federal de Polícia Criminal (BKA).

    Tags:
    Die Welt, Departamento Federal de Polícia Criminal da Alemanha, Frankfurter Allgemeine Zeitung, Stephansposching, Bavária, Regensburg, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar