07:33 19 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    9341
    Nos siga no

    Dez segundos após a decolagem, o foguete russo Soyuz-2.1b foi atingido por um raio, mas mesmo assim continuou seu percurso.

    A tempestade começou pouco antes do lançamento programado do dispositivo que transporta o satélite de navegação Glonass-M.

    No entanto, o golpe não foi um obstáculo para a equipe do Cosmódromo de Plesetsk, localizado a cerca de 800 km ao norte de Moscou, e a viagem espacial continuou como planejado.

    "O clima não é um obstáculo, somos uma tropa para todas as condições meteorológicas", disse orgulhosamente o general Nikolai Nesterchuk.

    As imagens foram posteriormente publicadas pelo chefe da Agência Espacial Russa Roscosmos, Dmitry Rogozin.

    ​Parabéns ao comando das Forças Espaciais, aos militares do Cosmódromo de Plesetsk, às equipes da empresa espacial Progress (de Samara), da NPO Lavochkin (de Khimki) e da ISS Reshetnev (de Zheleznogorsk), pelo lançamento bem-sucedido do satélite GLONASS! O raio não é um obstáculo para vocês

    Mais:

    Espaçonave russa Soyuz quebrará recordes em 2019
    'Raio atingiu 2 vezes motor direito': passageiro do SJ 100 relata pouso trágico
    Na web surge VÍDEO de raio atingindo caça F-18
    Tags:
    Soyuz, raio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar