15:11 19 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Vegano

    Médicos belgas pedem cadeia para pais que impõem dieta vegana aos filhos

    CC0
    Europa
    URL curta
    0 64

    Profissionais de saúde na Bélgica dizem que os pais que criam filhos como veganos devem ser processados ​​porque forçar as crianças a esse estilo de vida equivale a maus-tratos. Enquanto os vegetarianos se abstêm de comer carne, veganos não comem nenhum alimentos derivados de animais, incluindo carne, ovos e até produtos lácteos.

    Estima-se que 3% das crianças belgas são criadas veganas, de acordo com a Academia Real de Medicina da Bélgica, que serve como um órgão consultivo para instituições governamentais.

    A Academia publicou uma opinião legal na qual afirma que uma dieta vegana causa atrasos de desnutrição e crescimento e não é recomendada para mulheres grávidas, crianças e adolescentes, ou para mulheres que estão amamentando.

    Os profissionais de saúde sustentam que tal dieta leva a deficiências específicas em proteínas de alto valor biológico como a vitamina B12, vitamina D, cálcio, ferro, zinco e iodo, bem como ácido docosahexaenóico (DHA), que é essencial para o desenvolvimento de o cérebro em bebês.

    "Não é clinicamente recomendado e até mesmo proibido sujeitar uma criança, especialmente durante períodos de crescimento rápido, a uma dieta potencialmente desestabilizadora, exigindo suplementação e controle frequentes", diz a declaração, observando que não é ético impor uma dieta vegana a crianças.

    "Precisamos explicar aos pais antes de forçá-los", disse o professor Georges Casimir, um pediatra que liderou a comissão que escreveu o relatório, "mas não podemos mais tolerar essa ameaça".

    Ele disse ao jornal Le Soir que forçar as crianças a se tornarem veganistas deve se quivaler a uma lei belga que torna crime não fornecer assistência a uma pessoa em perigo, delito punível com até dois anos de prisão e multas.

    Como a dieta vegana não é proibida na Bélgica, é pouco provável que impor alimentos de origem vegetal às crianças se qualificaria como negligência infantil do ponto de vista jurídico. Contudo, a nova orientação médica pode tornar mais fácil para as autoridades retirar a guarda dos pais se a saúde dos filhos estiver associada à ausência de consumo de proteína animal.

    Tags:
    Le Soir, Academia Real de Medicina da Bélgica, Georges Casimir, Bélgica
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar