11:45 23 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Grande navio antissubmarino Severomorsk da Frota do Norte

    Fragata britânica escolta navio antissubmarino russo no Canal da Mancha (FOTO)

    © Sputnik / Aleksei Malgavko
    Europa
    URL curta
    638

    A fragata da Marinha britânica HMS Northumberland escoltou o navio antissubmarino russo Severomorsk através do Canal da Mancha, confirma a Marinha Real do Reino Unido em comunicado.

    Em 6 de maio, o serviço de imprensa da Frota do Norte russa informou que o navio antissubmarino, em missão no oceano Atlântico, estava completando a passagem pelo golfo da Biscaia, depois do qual atravessaria o Canal da Mancha e chegaria no final da semana corrente ao porto da cidade russa de Severomorsk.

    De acordo com os militares britânicos, o navio militar russo estava retornando do Mediterrâneo à sua base.

    ​A fragata HMS Northumberland do tipo 23 efetuou a missão de escolta do navio russo no decurso de sua passagem pelo Canal da Mancha    

    Segundo indicou a comandante da HMS Nortumberland, Elly Pollard, se trata de uma operação de escolta comum para a Marinha britânica, "que sempre está pronta para responder à passagem de qualquer navio de guerra estrangeiro na zona de interesse" do Reino Unido.

    Esta não é a primeira vez que a Marinha britânica escolta navios de guerra russos nas águas do Canal da Mancha. Em fevereiro do ano passado, o Reino Unido enviou um navio de patrulha Mersey e um helicóptero Wildcat para escoltar o navio de desembarque Aleksandr Otrakovsky, o navio de comunicações Fedor Golovin e o petroleiro Yelnya.

    Mais:

    Novas fragata e corveta da Marinha russa iniciam testes no mar Báltico
    Espanha retira fragata de esquadra americana por aumento de tensões entre EUA e Irã
    Senhores dos mares: como será frota de novos porta-aviões nucleares da Marinha russa?
    Tags:
    missão, escolta, antissubmarino, navio de guerra, Severomorsk, Frota do Norte, Marinha Real britânica, Canal da Mancha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar