20:16 21 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Avião da OTAN efetuando um voo de reconhecimento sobre as águas neutrais do mar Báltico

    Especialista sugere haver países da UE com aeródromos prontos para aviões 'nucleares' da OTAN

    © REUTERS / Wolfgang Rattay
    Europa
    URL curta
    517

    Aeródromos militares nos países bálticos e na Polônia estão preparados para receber aviões da OTAN, alerta especialista.

    O analista Igor Korotchenko, editor-chefe da revista Natsionalnaya Oborona (Defesa Nacional), disse nesta terça-feira (14) que os aviões da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) podem estar transportando armas nucleares táticas americanas com o objetivo de travar uma guerra nuclear limitada na parte europeia da Rússia.

    "O Ministério das Relações Exteriores apenas constata a situação atual, que, evidentemente, é preocupante. Gostaria de enfatizar que os aeródromos militares capazes de receber a aviação tática da OTAN, incluindo aqueles com ogivas nucleares, foram preparados e reconstruídos no território dos países bálticos – Lituânia, Letônia e Estônia, bem como da Polônia", ressaltou.

    Para Korotchenko, o Pentágono permite que uma guerra nuclear limitada na parte europeia da Rússia utilizando armas nucleares tácticas seja realizada.

    "De acordo com a estratégia americana, isso não levará a um intercâmbio global de ataques nucleares em nível estratégico entre a Rússia e os Estados Unidos", explicou, adicionando que todos os últimos exercícios da OTAN, realizados perto das fronteiras russas, foram utilizados para realizar ataques nucleares táticos contra a Rússia.

    Previamente, o diretor do Departamento de Não Proliferação e Controle de Armas do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Vladimir Ermakov, informou que a implantação de armas nucleares dos EUA na Europa é uma preparação para seu uso com a permissão dos próprios Estados não nucleares.

    Países como Rússia, China, Irã e Coreia do Norte são considerados ameaças potenciais pela doutrina nuclear dos EUA adotada pelo governo do presidente Donald Trump, que prevê o desenvolvimento e a instalação de cargas nucleares de baixa potência.

    Mais:

    Analistas revelam custo de possível retirada dos EUA da OTAN
    EUA testam míssil antibalístico durante manobras da OTAN no Atlântico (FOTO)
    OTAN se diz disposta a 'ajudar a Líbia'
    Tags:
    OTAN, armas nucleares, aeródromo militar, União Europeia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar