08:12 21 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Presidente francês Emmanuel Macron, à direita, e presidente americano Donald Trump

    Macron: se Irã abandonar acordo nuclear será culpa dos EUA

    © AP Photo / Thibault Camus
    Europa
    URL curta
    11161

    O presidente francês, Emmanuel Macron, declarou nesta quinta-feira (9) que se Teerã sair do acordo com sobre o programa nuclear iraniano, a responsabilidade recairá sobre os EUA.

    "O Irã não saiu deste acordo, em primeiro lugar. Em segundo, se o Irã sair do acordo, isto será responsabilidade dos EUA. Não vamos misturar os papéis e dizer que são os europeus", disse Macron durante entrevista coletiva nesta quinta-feira (9). 

    Anteriormente, no aniversário de um ano da retirada dos EUA do acordo nuclear, o Irã anunciou o término da implementação de uma série de pontos do Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA na sigla em inglês) sobre o programa nuclear iraniano. 

    Em particular, Teerã indicou que interromperia as modificações no reator de Arak, que visa impedir a produção de plutônio para uso militar.

    Em 8 de maio de 2018, os Estados Unidos se retiraram do JCPO, que foi assinado em 2015, e recentemente restabeleceu as suas sanções unilaterais contra Teerã. 

    O Irã, por sua vez, alertou que as medidas de revogar pontos do acordo entrarão em vigor dentro de 60 dias se não houver progresso por parte dos países europeus.

    Mais:

    Mídia: porta-aviões dos EUA fica cerca de 2000 quilômetros do Irã
    Irã quer trazer acordo nuclear 'de volta aos trilhos', diz Organização de Energia Atômica
    Análise: como Irã pode responder ao reposicionamento de bombardeiros B-52 dos EUA
    Voo da Air France faz pouso de emergência no Irã; nenhum passageiro ferido
    Tags:
    Plano Abrangente de Ação Conjunta, programa nuclear, Emmanuel Macron, Irã, França, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar