21:55 24 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Manifestante em protestos dos coletes amarelos em Paris

    Policial bate em correspondente da Sputnik nos protestos de Paris no Dia do Trabalhador

    © Sputnik / Julien Mattia
    Europa
    URL curta
    808

    Um policial bateu com cassetete em uma correspondente da Sputnik que estava cobrindo os protestos dos "coletes amarelos" em Paris realizados no âmbito do Dia do Trabalhador.

    A jornalista estava no centro da manifestação, filmando a situação com o celular. Tentando dispersar manifestantes, a polícia começou a bater com cassetete. Apesar de a correspondente da Sputnik estar usando um bracelete com a inscrição "Mídia" e um capacete com a mesma inscrição, um policial começou a agredi-la no braço e na cabeça.

    "Levaram-me para onde estavam médicos voluntários, perguntaram se eu estava precisando de ajuda. O capacete me salvou de ferimentos sérios, mas o braço ainda dói", revelou a jornalista.

    Milhares de "coletes amarelos" participam de protestos organizados em Paris no âmbito do Dia Internacional do Trabalhador, juntamente com sindicalistas, aposentados e estudantes. Segundo relatos, hoje (1º), 165 manifestantes já foram detidos pela polícia.

    Os protestos do movimento "coletes amarelos" começaram na França em 17 de novembro de 2018, primeiro, exigindo que o governo não aumentasse os impostos sobre os combustíveis. Posteriormente, a agenda dos manifestantes se expandiu.

    As manifestações em massa têm resultado em confrontos entre ativistas e policiais, queima de carros, desordens e destruição de lojas.

    Mais:

    'Coletes amarelos' voltam às ruas e protestos chegam ao quinto mês consecutivo
    Capital francesa é abalada pela 14ª jornada dos 'coletes amarelos'
    Mais de 40 pessoas são presas em protesto dos 'coletes amarelos'
    Tags:
    manifestações, protestos, polícia, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar