03:38 20 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Retrato de Julian Assange perto da embaixada do Equador em Londres

    Julian Assange é condenado a 50 semanas de prisão em Londres

    © REUTERS / Peter Nicholls
    Europa
    URL curta
    12012
    Nos siga no

    Nesta quarta-feira (1º), o Supremo Tribunal do Reino Unido sentenciou Julian Assange, fundador do WikiLeaks, a 50 semanas (16 meses e meio) de prisão por violar a liberdade condicional.

    "Você não se entregou à polícia por sua vontade, a embaixada no Equador foi forçada a dar acesso ao prédio para a polícia […] Você tinha uma escolha e eu rejeito todos os argumentos [atenuantes da sentença]", disse a juíza Deborah Taylor, ao anunciar o veredito.

    Ela disse também que a violação por Assange da liberdade condicional está "para além das acusações mais sérias apresentadas contra ele".

    Antes de ouvir a sentença, o fundador do WikiLeaks disse, através dos advogados, lamentar os atos praticados.

    As audiências sobre a extradição de Assange vão continuar na quinta-feira (2) no Tribunal de Magistrados de Westminster.

    A organização WikiLeaks rotulou como chocante a sentença dada ao seu fundador. 

    "A sentença de Julian Assange é tão chocante como vingativa. Estamos seriamente preocupados com a possibilidade de ele não vir a receber uma audiência de extradição justa no Reino Unido", lê-se no comunicado do portal, publicado no Twitter.

    Julian Assange foi detido em 11 de abril, após a decisão do presidente do Equador, Lenín Moreno, de retirar o asilo do ativista na embaixada equatoriana.

    O ativista ficou famoso por publicar dados vazados secretos sobre, por exemplo, as operações militares dos EUA no Afeganistão e no Iraque, bem como sobre as condições na prisão de Guantánamo. 

    Em 2010, o fundador do WikiLeaks, procurado pelas autoridades americanas, viajou para a Suécia em busca de proteção, porém, acabou sendo acusado de estuprar duas mulheres. A acusação veio a ser arquivada pela Suécia, que revogou o mandado de captura. 

    Desde 2012, Assange estava vivendo na embaixada do Equador em Londres, após as autoridades equatorianas lhe terem concedido asilo.

    Mais:

    Mídia: Equador passou mais de um ano se preparando para expulsar Assange da embaixada
    Wikileaks publica vídeo de gato de Assange vendo a prisão do dono (VÍDEO)
    Assange pode revelar papel da Ucrânia no caso sobre conluio russo, diz advogado de Trump
    Tags:
    prisão de Julian Assange, sentença, tribunal, WikiLeaks, Londres, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar