20:57 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    British lawmaker Jeremy Corbyn waves to a member of the audience prior to addressing a meeting during his election campaign for the leadership of the British Labour Party in Ealing, west London, Monday, Aug. 17, 2015

    'Racista e misógino': Jeremy Corbyn recusa convite para jantar com Trump

    © AP Photo / Alastair Grant
    Europa
    URL curta
    11111

    Nesta sexta-feira (26), o líder do Partido Trabalhista, oposição no Reino Unido, Jeremy Corbyn, recusou convite para um jantar oficial com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

    O jantar está programado para ser realizado durante uma visita oficial de Trump ao Reino Unido. A visita acontecerá entre os dias 3 e 5 de junho, durante a qual Trump e sua esposa, Melania, participarão de um jantar com a rainha Elizabeth II.

    "[A primeira-ministra do Reino Unido] Theresa May não deveria estender o tapete vermelho para uma visita de Estado para honrar um presidente que rasga tratados internacionais, apoia a negação das mudanças climáticas e usa retórica racista e misógina", disse Corbyn em uma declaração.

    Na terça-feira (23) o partido de Corbyn publicou um comunicado protestando contra a visita de Trump e condenando a Theresa May por usar o dinheiro do contribuinte em uma cerimônia para o presidente que, segundo o comunicado, "ataca sistematicamente" todos os valores compartilhados entre os EUA e o Reino Unido.

    A Casa Branca confirmou, na quinta-feira (25) a visita de Trump e disse que o evento reafirma a relação transatlântica entre os dois países. Durante a visita, Trump também tem um encontro marcado com Theresa May para conversas bilaterais.

    Mais:

    Corbyn diz que reunião com Theresa May sobre Brexit foi 'inconclusiva'
    Corbyn defende eleições gerais para superar impasse do Brexit
    Corbyn critica May por sua condução do Brexit
    Jeremy Corbyn diz que mídia britânica é a ‘menos confiável' da Europa e propõe reforma
    Tags:
    relações bilaterais, Partido Trabalhista britânico, Casa Branca, Melania Trump, Elizabeth II, Jeremy Corbyn, Donald Trump, Theresa May, Washington, Estados Unidos, EUA, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar