06:58 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Apoiante de Julian Assange, fundador do portal WikiLeaks, segurando cartaz, Londres, Reino Unido, 14 de novembro de 2016

    Editora-chefe da Sputnik sobre prisão de Assange: 'A hipocrisia mundial venceu'

    © REUTERS / Peter Nicholls
    Europa
    URL curta
    10131
    Nos siga no

    A editora-chefe do canal RT e da agência Sputnik, Margarita Simonyan, descreveu o fundador do Wikileaks, Julian Assange, preso hoje (11) pela polícia britânica, como o principal jornalista da nossa época.

    "Considero Assange o melhor e principal jornalista contemporâneo da nossa época. Estremeço ao pensar no futuro dele. Da última vez que falamos, ele estava pronto para tudo […] Ele foi e vai até ao fim. Eu perguntei-lhe: 'Para que você precisa disso?' Ele disse: 'Porque odeio a mentira'", escreveu Simonyan no seu canal no Telegram.

    "Hoje, a hipocrisia mundial venceu", comentou a editora-chefe sobre a prisão do jornalista.

    O Equador decidiu suspender o asilo diplomático concedido a Assange por "repetida violação das convenções internacionais".

    Nesta quinta-feira (11), a polícia de Londres disse que Assange foi preso com base em uma ordem emitida pelo Tribunal de Magistrados de Westminster em 29 de junho de 2012, por não comparecer ao tribunal.

    Na quarta (10), o WikiLeaks denunciou que Assange estava sendo espionado pelo governo do presidente equatoriano Lenín Moreno, dentro da embaixada, a fim de extraditá-lo.

    O fundador do portal WikiLeaks, Julian Assange, ganhou fama especialmente por causa das publicações sobre as operações militares dos EUA no Afeganistão e no Iraque, bem como sobre as condições na prisão de Guantánamo.

    Desde 2012, Assange estava vivendo na embaixada do Equador em Londres. Ele é autor de um programa transmitido na televisão RT, que ganhou um prêmio nos Festivais de Nova York em 2013.

    Mais:

    Relatos: Suécia considera reabrir investigação de abuso sexual contra Assange
    Julian Assange perde asilo político e é preso no Reino Unido
    WikiLeaks: Assange pode ser expulso da Embaixada do Equador em breve
    Equador acredita que Assange deva se entregar às autoridades britânicas
    Tags:
    liberdade de expressão, prisão, Embaixada do Equador em Londres, WikiLeaks, Margarita Simonyan, Julian Assange, Inglaterra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar