08:02 25 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Vojislav Seselj, líder do Partido Radical Sérvio, segura bandeira da OTAN em chamas durante manifestação em Belgrado

    Sérvios queimam bandeiras da OTAN e da UE em Belgrado

    © AP Photo/ Marko Drobnjakovic
    Europa
    URL curta
    17395

    Ativistas do Partido Radical Sérvio queimaram bandeiras da União Europeia e da Organização do Tratado do Atlântico Norte neste domingo, no centro de Belgrado, em protesto ao vigésimo aniversário da operação da OTAN contra a antiga Iugoslávia, durante a Guerra do Kosovo.

    Liderados pelo líder partidário, Vojislav Seselj, os manifestantes se reuniram na rua Knez Mihailova para gritar palavras de ordem em uma demonstração de que os sérvios jamais esquecerão os bombardeios da intervenção militar da chamada Força Aliada, que deixou milhares de mortos e feridos. 

    ​"Nós nunca vamos esquecer ou perdoar. O povo sérvio nunca terá a ideia de entrar nessa organização [OTAN] para que essas bestas nos façam atacar outras nações", afirmou Seselj.

    Ainda de acordo com o político, a Sérvia também não deve considerar a entrada na União Europeia, já que o bloco seria composto por inimigos que têm tentado destruir o seu país há séculos. Em vez disso, ele sugere que Belgrado fortaleça os laços com a Rússia e a Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC). 

    Mais:

    Líder do Kosovo revela diálogo com Putin para apoio russo em prol da paz com a Sérvia
    Rússia compartilha a preocupação da Sérvia com as ações provocativas do Kosovo, diz Putin
    Putin: Rússia seguirá ajudando Sérvia a fortalecer suas capacidades defensivas
    Tags:
    manifestação, protesto, Partido Radical Sérvio, Vojislav Seselj, Knez Mihailova, Europa, Kosovo, Belgrado, Sérvia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar