09:37 23 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Ukrainian President Petro Poroshenko

    Poroshenko promete buscar a 'libertação' da Crimeia se for reeleito na Ucrânia

    © AP Photo / Emilio Morenatti
    Europa
    URL curta
    11214
    Nos siga no

    O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, declarou nesta segunda-feira que, se vencer as eleições presidenciais, reforçará a cooperação internacional para "libertar" a Crimeia.

    "Minha primeira decisão e minha prioridade número um [depois da vitória eleitoral] será aumentar a cooperação internacional para libertar Crimeia por meio político e diplomático", afirmou ele em uma entrevista ao canal de televisão ICTV.

    Poroshenko chamou a recente visita do presidente russo Vladimir Putin à Crimeia de uma "violação da soberania da Ucrânia."

    Putin participou nesta segunda-feira de uma reunião com representantes dos círculos sociais da Crimeia e Sevastopol e disse que a Rússia vai começar a desenvolver as suas relações com a Ucrânia, quando "o senso comum se imponha" a Kiev.

    Por enquanto, declarou o presidente russo, as ações das autoridades ucranianas causam estupor.

    A Crimeia se separou da Ucrânia e voltou a fazer parte da Rússia após um referendo em 2014, no qual a esmagadora maioria dos eleitores — mais de 96% — endossou essa opção.

    Já Kiev considera que a Crimeia é "temporariamente ocupada" e parte do território ucraniano.

    O governo russo tem afirmado repetidamente que o povo da Crimeia, democraticamente e em plena conformidade com o direito internacional e da Carta das Nações Unidas, votou pela reunificação com a Rússia.

    Para o presidente Vladimir Putin, a questão da Crimeia "está definitivamente fechada".

    As eleições presidenciais na Ucrânia serão realizadas em 31 de março de 2019, com um total de 39 candidatos aspirantes ao cargo.

    Lidera as pesquisas o comediante Vladimir Zelenski (24%), seguido pelo presidente Poroshenko (20%) e pela ex-primeira-ministra Yulia Timoshenko (13%).

    Mais:

    Rússia celebra 5º aniversário da reunificação da Crimeia
    Ucrânia deve pagar por perdas da Crimeia nos últimos 25 anos, diz parlamentar russo
    Deputado francês dissipa mitos sobre militares nas ruas da Crimeia
    Tags:
    relações bilaterais, reeleição, diplomacia, conflito ucraniano, referendo, Vladimir Zelenski, Yulia Timoshenko, Vladimir Putin, Pyotr Poroshenko, Crimeia, Rússia, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar