05:42 20 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Polícia armada realiza patrulha em frente a uma mesquita no centro de Christchurch, Nova Zelândia, em 15 de março de 2019

    Polícia descobre mais uma vítima do massacre na Nova Zelândia

    © AP Photo / Mark Baker
    Europa
    URL curta
    0 02

    A polícia da Nova Zelândia descobriu o corpo de mais uma vítima do massacre que atingiu muçulmanos em duas mesquitas na cidade de Christchurch.

    Segundo afirmou no domingo (16) o comissário de polícia da Nova Zelândia, Mike Bush, a uma inspeção na cena do crime revelou que mais uma pessoa foi morta no ataque.

    Na sexta-feira (15), atiradores atacaram duas mesquitas na cidade de Christchurch, leste da Nova Zelândia, deixando 50 mortos e dezenas de feridos. A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, declarou que o ataque foi considerado um ato de terrorismo. Ela também chamou a data do ocorrido de o "dia mais sombrio do país".

    Mike Bush acrescentou que o há 50 pessoas feridas devido ao ataque, sendo que 36 delas seguem hospitalizadas. Ao menos 11 pessoas estão em estado crítico.

    As forças de segurança locais prenderam quatro pessoas devido ao ataque, incluindo o principal suspeito de ser o atirador, o australiano Brenton Harrison Tarrant.

    Mais:

    Chancelaria: 4 palestinos mortos e 6 feridos no tiroteio na Nova Zelândia
    Erdogan: Suspeito de cometer atentado na Nova Zelândia visitou a Turquia duas vezes
    Polícia fecha hospital na Nova Zelândia após receber ameaça
    'Brasil condena totalmente essa crueldade', diz Bolsonaro após ataques na Nova Zelândia
    Tags:
    ataque terrorista, Jacinda Ardern, Brenton Harrison Tarrant, Christchurch, Nova Zelândia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar