20:30 25 Maio 2019
Ouvir Rádio
    A bandeira da China

    EUA tentam demover a Itália de se unir à Nova Rota da Seda da China

    © AP Photo / Mark Schiefelbein
    Europa
    URL curta
    7118

    O governo italiano não deve apoiar o plano de infraestrutura chinês Nova Rota da Seda, na opinião exposta neste sábado por um porta-voz do grupo de assessores de segurança nacional da Casa Branca, chamando-o de "projeto de vaidade".

    Na sexta-feira, o primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, disse que poderá assinar um acordo com o presidente da China, Xi Jinping, no final deste mês, apesar dos relatos de que os EUA estejam preocupados com a perspectiva de um importante aliado se juntar à iniciativa.

    "A Itália é uma grande economia global e um grande destino para investimentos. Não há necessidade de o governo italiano dar legitimidade ao projeto de infraestrutura da China", escreveu o porta-voz Garrett Marquis no Twitter.

    Xi deve viajar para a Itália de 22 a 24 de março e Conte informou que Roma e Pequim estão buscando um acordo-quadro durante a visita oficial.

    O plano Nova Rota da Seda, defendido por Xi, visa ligar a China por mar e terra com a Ásia do sudeste e centro, o Médio Oriente, a Europa e a África, através de uma rede de infraestruturas nas linhas da antiga Rota da Seda.

    Mais:

    'Alianças políticas': Rota da Seda chinesa poderá cruzar América Latina
    Mídia: China pode explorar nova 'Rota da Seda' para espionagem de países na Eurásia
    China traça Rota da Seda... no espaço!
    Tags:
    relações bilaterais, comércio, economia, nova rota da seda, Rota da Seda, Garrett Marquis, Xi Jinping, Giuseppe Conte, Estados Unidos, China, Itália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar