08:33 21 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Ambulâncias carregam os corpos de turistas estrangeiros mortos por homens armados não identificados no acampamento base da montanha Nanga Parbat, 23 de junho de 2013

    Corpos de italiano e britânico são encontrados em 'Montanha Assassina' no Paquistão

    Europa
    URL curta
    110

    Equipes de resgate encontraram os corpos de um alpinista italiano e de um britânico que desapareceram enquanto subia a montanha paquistanesa Nanga Parbat, confirmou neste sábado o embaixador italiano no Paquistão, Stefano Pontecorvo.

    "Com grande tristeza, eu informo que a busca por @NardiDaniele e Tom Ballard acabou quando @AlexTxikon e a equipe de busca confirmaram que as silhuetas vistas em Mummery a cerca de 5900 metros são as de Daniele e Tom. Descansem em paz #NangaParbat", Pontecorvo escreveu no Twitter.

    O embaixador acrescentou que, embora os corpos estivessem em um local pouco acessível, o governo promoveria esforços para tentar recuperá-los.

    Daniele Nardi, da Itália, e Tom Ballard, do Reino Unido, desapareceram do último dia 24, apenas dois dias depois de começarem a jornada para subir a Nanga Parbat, considerada a nona montanha mais alta do mundo com 8.125 metros de altitude.

    O Paquistão lançou uma operação de busca e resgate na semana passada, e uma equipe de socorristas espanhóis chefiada pelo alpinista Alex Txikon chegou à área na última segunda. Na quinta-feira, Txikon identificou duas silhuetas na rota Mummery Spur que os dois homens haviam tomado.

    Nanga Parbat é apelidada de "Montanha Assassina" devido ao grande número de incidentes fatais que ocorreram lá. A primeira ascensão de inverno bem sucedida da montanha ocorreu somente em fevereiro de 2016.

    Tags:
    Embaixada da Itália no Paquistão, Alex Txikon, Tom Ballard, Daniele Nardi, Stefano Pontecorvo, Paquistão, Nanga Parbat, Itália, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar