04:03 20 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Um cargueiro da Maersk.

    Turquia abre investigação criminal após naufrágio com marinheiros da Ucrânia

    Ingo Wagner / DPA
    Europa
    URL curta
    320
    Nos siga no

    Uma investigação criminal foi aberta na Turquia após um navio cargueiro naufragar no Mar Negro com marinheiros ucranianos na tripulação. O acidente ocorreu próximo da cidade turca de Samsun.

    "[Uma investigação criminal foi aberta] sobre o incidente, que levou, entre outras coisas, à morte de pessoas", afirmou o embaixador ucraniano na Turquia, Andrii Sybiha, nesta terça-feira (8), conforme citado pela agência UNN.

    De acordo com o diplomata, os marinheiros ucranianos foram interrogados como testemunhas pelas forças locais de segurança. Sybiha também disse que os marinheiros feridos poderão deixar o hospital em alguns dias, uma vez que não correm risco de morte. Por fim, o embaixador ressaltou que os diplomatas providenciaram todo o material necessário para os ucranianos feridos, que ficaram sem documentos e sem seus pertences após o acidente.

    Na segunda-feira (7), um navio cargueiro, viajando sob a bandeira do Panamá, naufragou próximo à costa da Turquia. De acordo com a agência de notícias turca Anadolu, o navio se partiu e afundou, matando seis das 13 pessoas a bordo.

    A embaixada da Rússia no país garantiu que não havia cidadãos russos dentro da embarcação. A embaixada da Ucrânia também informou que não há ucranianos entre os mortos.

    Mais:

    Mídia americana considera Força Aérea da Ucrânia uma das piores do mundo
    Ucrânia é 'maior problema' do mundo, segundo o ex-presidente tcheco
    Ucrânia barra entrada de mais de 700 russos após fim da lei marcial
    Senadores americanos qualificam Ucrânia como 'problema incontrolável' para EUA e UE
    Tags:
    investigação, naufrágio, Anadolu, UNN, Andrii Sybiha, Ucrânia, Rússia, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar