18:17 19 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Chefe do site da RIA Novosti Ucrânia, Kirill Vyshinsky, no tribunal de Kherson, por suspeita de alta traição e apoio às autoproclamadas repúblicas do Donbass.

    Tribunal ucraniano prorroga prisão do jornalista russo Kirill Vyshinsky

    © Sputnik /
    Europa
    URL curta
    225

    O tribunal da cidade de Kherson prorrogou a prisão do jornalista Kirill Vyshinsky, chefe do portal da RIA Novosti Ucrânia, por mais um mês, até 27 de janeiro de 2019, disse o advogado Andrey Domansky à Sputnik.

    "A proposta da promotoria [sobre a prorrogação da prisão] foi aceite parcialmente, o prazo de prisão foi prorrogado por mais um mês, até 27 de janeiro de 2019", revelou o advogado.

    Domansky sublinhou que vai apelar desta decisão do tribunal.

    Comentando a decisão do tribunal, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia declarou que "a prisão do jornalista sob acusação forjada de traição é uma violação gritante dos compromissos internacionais da Ucrânia no que se refere à liberdade de imprensa" e exigiu a "libertação imediata" do jornalista.

    Anteriormente, Domansky havia apresentado um pedido, através da chancelaria do tribunal, para libertar Vyshinsky sob curadoria pessoal do advogado. Além disso, outros advogados de defesa pediram que o tribunal aplicasse qualquer medida de coação exceto a detenção. Entretanto, o tribunal não aceitou estes pedidos.

    O chefe do portal RIA Novosti Ucrânia foi detido em Kiev no dia 15 de maio deste ano, acusado de apoiar as autoproclamadas República Popular de Donetsk (RPD) e República Popular de Lugansk (RPL). O jornalista pode ser condenado a 15 anos de prisão.

    Em 17 de maio, o tribunal de Kherson autorizou a prisão preventiva do jornalista. Sua defesa apelou da decisão, mas a apelação foi recusada pelo tribunal. Durante uma audiência, Vyshinsky pediu ajuda ao presidente russo Vladimir Putin e também disse que abdicaria da cidadania ucraniana.

    No dia 1º de novembro deste ano, o tribunal ucraniano prorrogou a prisão do jornalista até 28 de dezembro.

    Mais:

    Em prol da liberdade: ação contra prisão do jornalista russo Vyshinsky decorre em Moscou
    Tribunal ucraniano decide manter preso jornalista russo Vyshinsky
    Mídia russa apela ao presidente da UEFA para que Ucrânia liberte Vyshinsky
    Tags:
    tribunal, Kirill Vyshinsky, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar