03:30 28 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    204
    Nos siga no

    Quase 20 trabalhadores da mídia foram mortos na Ucrânia nos últimos 4 anos, incluindo o fotojornalista especial da Agência de Informações Internacionais Rossiya Segodnya Andrei Stenin, afirmou nesta quinta-feira (20) Alexander Lukashevich, representante permanente da Rússia na OSCE.

    "Neste dia, lembramos mais uma vez os jornalistas russos e estrangeiros que morreram na Ucrânia. Nos últimos quatro anos, duas dúzias de jornalistas de vários meios de comunicação foram mortos na Ucrânia. Entre eles estão Anatoly Klyan, Anton Voloshin, Igor Kornelyuk e Andrei Stenin. Andrea Rocchelli, Oles Buzina, Sergei Dolgov, Vyacheslav Veremyi, Pavel Sheremet e outros", disse Lukashevich em uma reunião do Conselho Permanente da Organização para a Segurança e Cooperação da Europa (OSCE).

    Lukashevich ressaltou que no dia 15 de dezembro a Rússia realizou um dia de lembrança para os jornalistas que morreram exercendo a profissão. A maioria desses assassinatos permaneceu sem solução, acrescentou ele.

    O jornalista russo Andrei Stenin foi morto no leste da Ucrânia perto de Donetsk em 6 de agosto de 2014, quando o carro que ele dirigia durante um trabalho editorial foi alvo de tiros e depois queimado em uma rodovia. Ele foi premiado postumamente com a Ordem Russa da Coragem por bravura e heroísmo no desempenho de seus deveres profissionais.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar