01:28 17 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    032
    Nos siga no

    O líder trabalhista do Reino Unido, Jeremy Corbyn, disse no Parlamento que exigirá que a primeira-ministra britânica, Theresa May, marque imediatamente uma data para votar o acordo sobre o Brexit.

    Do contrário, Corbyn ameaçou mover um voto de desconfiança e desafiar a autoridade da premiê, que poderia perder o cargo.

    O líder da oposição planeja encabeçar o processo amanhã, caso May se recuse a marcar uma data. A ameaça ocorre após menos de uma semana desde que May venceu um voto de desconfiança levado a cabo pelos próprios colegas Conservadores.

    O novo desafio surge quando a Sra. May é definida para revelar os planos de seu gabinete para se preparar para um duro Brexit.

    O secretário de Estado britânico para Negócios, Energia e Estratégia Industrial Greg Clark não descartou um segundo referendo se o acordo da primeira-ministra for rejeitado pelos membros do Parlamento.

    O Parlamento deveria ser "convidado a dizer com o que concordaria", continuou, acrescentando que daria aos parlamentares um leque de opções para escolher.

    Tags:
    Reino Unido, Jeremy Corbyn, Theresa May, Greg Clark, Partido Conservador, Parlamento britânico, Partido Trabalhista britânico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar